SIG realiza a apreensão de 500 gramas de crack em ”tijolo”

A Polícia Civil de São Manuel, através de um trabalho de sua equipe do Setor de Investigações Gerais (SIG), realizou neste domingo (12) a um flagrante de tráfico de entorpecentes tirando de circulação, aproximadamente, 500 gramas de crack em uma pedra bruta. Trabalharam nessa operação o delegado José Mário Toniato e os policiais Spock, Marcos, Guiari, Claudio, Malta, Marcelo e Cláudio.

Os policiais receberam a informação de que um rapaz teria ido ? São Paulo em busca de crack para venda no carnaval. Com as características do averiguado em mãos, foi realizado campanas em veículo descaracterizado e passaram a vistoriar todos os ônibus que chegavam da capital paulista.

Por volta das 23 horas, na Avenida José Horácio Melão, os policiais surpreenderam um rapaz chamado Marco Antônio Ferreira Moura, de 24 anos de idade, que chegava ? Cidade e notaram que aparentou muito nervosismo quando foi abordado. Na revista pessoal encontrado as 500 gramas de crack e dado voz de prisão ao averiguado.

Prosseguindo o trabalho investigativo os policiais se deslocaram até o Terminal Rodoviário da Cidade, onde deram voz de prisão para Fabiano da Silva Afonso, de 32 anos, que teria a incumbência de receber esta droga. Ambos acabaram indiciados em crime de tráfico de entorpecentes e recolhidos ? Cadeia Pública local que, atualmente, conta com 45 detentos. O entorpecente apreendido foi avaliado em R$ 6 mil.

O delegado José Mário Toniato que confeccionou o Boletim de Ocorrência (BO) declarou que a Polícia Civil está atenta e intensificou o trabalho repressivo em cima do tráfico visando o Carnaval. “Tradicionalmente, nesta época do ano o consumo tende a ser maior e nós estamos vigilantes para impedir que a droga chegue até os usuários”, comentou Toniato.

{tam:25px}{n}Maconha na margarina{/tam}{/n}

{bimg: 29167:alt=interna1:bimg}

O trabalho desta mesma equipe da Polícia Civil, em outra ocorrência de flagrante de tráfico de entorpecentes, resultou no indiciamento de uma mulher chamada Maria Luzia Seabra, de 23 anos, que tentou burlar a vigilância da carceragem e entrar com maconha na Cadeia Pública local. Essa mulher que é esposa de um dos detentos, pretendia entregar ao marido mais de 133 gramas da droga, que estava oculta em um dos potes de margarina de um quilo.

Chamou a atenção dos policiais o fato da mulher querer entregar os potes ao detento, sendo que o pão servido no café dos presos já vem recheado com margarina. Na revista, a droga que estava em um dos potes envolta em embalagem plástica foi detectada. A mulher recebeu voz de prisão, foi autuada em flagrante por crime de tráfico de entorpecentes e recolhida ? Cadeia Pública de Itatinga.