Seqüestro de bebê na região ganha repercussão nacional

Fotos: FM Integração

Ganhou repercussão nacional, o caso do sequestro de um bebê de três meses esclarecido em menos de 24 horas no início da manhã de quinta-feira (25), graças a denúncia de uma passageira de um coletivo. A criança, que mora em Lençóis Paulista, foi encontrada em São Manuel e já está com os pais O crime só foi esclarecido porque uma passageira do ônibus tinha visto o apelo da mãe em uma rede social e reconheceu o bebê no colo de uma mulher que viajava ao seu lado.  

Após o reconhecimento, a mulher procurou o motorista e denunciou o fato. Na cidade mais próxima, São Manuel, a sequestradora foi abordada por policiais militares e a criança resgatada. Segundo a delegada titular de São Manuel,  Ana Carolina de Brito Machado, o bebê estava faminto e sujo. “Sem sinais que tivesse tomado banho nas últimas 12 horas. O Conselho Tutelar levou a menina para ser tratada até a chegada dos pais. ” 

A atitude da passageira, não identificada, possibilitou  que a pequena Kayra Vitória Matos Araújo, 3 meses, voltasse para os braços dos pais em menos de 24 horas e sem sofrer lesões. Após ser alimentada e trocada, a pequena Kayra dormiu no colo do pai, José Adauto de Araújo. 

Presa em flagrante por sequestro, Patrícia de Souza Cardoso, 30 anos, que já cumpriu pena de quatro anos por tráfico de entorpecente, contou que pegou a criança em Lençóis Paulista e foi para a cidade de Itatinga onde passou a noite com seu namorado. “Ela disse que levou o bebê para falar para o namorado dela que o bebê era sua filha com ele. Garantiu que iria devolver a criança para os pais, mas a história não colou”, contou a delegada. 

A autoridade acredita que ela iria ficar com a criança. “Ela já tinha comprado fraldas e leite para a criança. Isso estava na mochila dela. Se ela pretendia devolver o bebê por que deixou de responder às ligações da mãe. Ela alegou que não tinha mais bateria no celular, mas aqui na delegacia vimos que o aparelho funcionava normalmente.” 

A mãe, Talita Cristina de Matos, 23 anos, disse que confiou entregar a menina de 3 meses à vizinha. “Ela estava de folga do trabalho e pediu para passear com minha filha. Eu a conheço há dois meses, quando ela passou a morar ao lado de minha casa. Quando percebi que ela não voltava, eu liguei. Ela atendeu as minhas ligações até por volta das 14h, depois não atendeu mais. Minhas amigas e eu colocamos no Facebook.” 

Liberdade

Mesmo depois de ter a prisão em flagrante decretada pelo crime de sequestro, Patrícia Souza, de 30 anos, foi solta por volta de 20h desta quinta-feira (25). A decisão foi da Justiça de São Manuel, que  rejeitou a acusação de sequestro e configurou o crime como subtração de incapaz.   A alteração da Justiça dá o direito de a acusada responder ao processo em liberdade.  Ela já havia sido encaminhada para a Cadeia de Porangaba e já foi libertada

JC NET