São Manuel assina contrato de concessão de cemitérios

Foi assinado contrato entre a Prefeitura de São Manuel e Fernanda Alves de Arruda e Cia. Ltda. ME, empresa do Grupo Prever, para a concessão administrativa dos cemitérios públicos de São Manuel e do Distrito de Aparecida. O contrato rege que a empresa deverá investir na infraestrutura de ambos os cemitérios, com melhorias no calçamento, espaço físico, entre outras.

Segundo Pedro Biandan, vice-prefeito e responsável técnico do cemitério, essa é uma das cláusulas contratuais que será mais cobrada. “Para que a empresa continue administrando os cemitérios da cidade ela terá que investir em melhorias, caso contrário, o contrato poderá ser rompido”, comenta Biandan. “Está prevista também pela concessionária a construção de um novo cemitério em São Manuel, com local já pré-estabelecido”, acrescenta.

Ainda consta no contrato que a taxa para os sepultamentos que era cobrada pela Prefeitura, continuará no mesmo valor, mas passa a ser de responsabilidade da empresa, assim como os serviços de pedreiro e aquisição de novos terrenos, que poderá ser feita apenas no momento do acerto do funeral. Para as famílias que já possuam jazigos, será cobrado apenas a taxa e o serviço de pedreiro. Sepultamentos sociais, que são aqueles realizados para indigentes ou pessoas carentes, continuarão a ser custeados pela Prefeitura.

Como existe o contratempo nos cemitérios em relação ao espaço, uma medida que será tomada em relação a terrenos e jazigos abandonados é que a empresa irá notificar as famílias para que tomem providências como à manutenção ou limpeza, que é responsabilidade dos proprietários. Caso isso não ocorra dentro do prazo estipulado e informado pela concessionária, eles poderão ser desapropriados e colocados a disposição de outros usuários.

Para o prefeito Marcos Monti, a concessão administrativa dos cemitérios de São Manuel e do Distrito de Aparecida trará benefícios aos campos santos. “A Prefeitura irá acompanhar de perto todos os trabalhos que serão desenvolvidos nos dois cemitérios, para garantir que todas as melhorias propostas sejam realizadas”, coloca o prefeito. “Assim como ocorre hoje, o cemitério continuará aberto para que as famílias possam realizar a limpeza e manutenção de seus túmulos ou terrenos”, conclui o chefe do executivo sãomanuelense.