Região: Trio é detido após abater gado e ser flagrado com carne em carro

Três homens foram presos em flagrante, na madrugada desta segunda-feira (25), em Iacanga, cidade vizinha a Bauru, com 201 quilos de carne bovina escondidos no porta-malas de um carro.

Segundo a Polícia Civil, minutos antes, eles haviam abatido uma cabeça de gado de uma propriedade na zona rural onde um deles presta serviço.

O veículo onde estavam W.L.J., O.N.S. e R.S.N., um Gol de cor preta, foi abordado por policiais militares, por volta das 2h30, no bairro Estância Iacanga. Com o trio, foram encontrados facas, facões e uma cartucheira e, dentro do porta-malas, 201 quilos de carne bovina acondicionados em sacos plásticos.

Segundo o delegado de Iacanga, Elizeu de Freitas Costa, eles tentaram justificar a origem da carne.

“R.S.N., que é caseiro de uma propriedade cujo proprietário não fica lá, disse que o animal teria caído e eles acabaram abatendo ele. Deram um tiro na cabeça e desossaram o animal lá mesmo na grama”, diz.

A carcaça, de acordo com os três, teria sido jogada no Rio Tietê. W.L.J., O.N.S. e R.S.N. foram autuados em flagrante com base na Lei 8.137/90, que trata dos crimes contra relações de consumo e prevê pena de até cinco anos de prisão para quem mantém matéria-prima em condições impróprias para o consumo.

O delegado revela que avaliação feita por técnico da Vigilância Sanitária mostrou que a carne não estava em condições de ser consumida e ela foi descartada pela prefeitura no aterro municipal.

Segundo ele, além desse crime, R.S.N., dono da cartucheira, também irá responder por porte ilegal de arma de fogo.

Após o flagrante, os três foram levados ao Anexo de Detenção Provisória de Araraquara, onde ficarão à disposição da Justiça. Costa explica que, quando a ocorrência já havia sido finalizada, um homem apresentou-se na delegacia dizendo que arrenda a propriedade e que o animal abatido pertencia a ele.

De acordo com o delegado, o fato será investigado nos autos de novo inquérito e, se for comprovado, os três envolvidos também responderão pelo crime de furto qualificado.