Quadrilha explode caixas eletrônicos em Itatinga

Fotos: Cláudio Guerreiro

Durante a madrugada desta quarta-feira (22), por volta das 4 horas, uma quadrilha composta por, aproximadamente, 12 elementos em três carros de luxo fortemente armada com armas de alto poder de destruição, como fuzis, metralhadoras, pistolas e dinamite invadiram a região central de Itatinga e estouraram dois caixas eletrônicos do banco Santander e dois no Bradesco, levando grande quantidade em dinheiro (não foi divulgado o montante).

Como das outras vezes em que crimes desta natureza acontecem a ação foi, minuciosamente, planejada com horas (ou dias) de antecedência. Os marginais se dividiram em grupos e efetuaram, simultaneamente, a explosão dos caixas eletrônicos usando bananas de dinamite. Na fuga houve troca de tiros com a Polícia Militar, mas ninguém ficou ferido. Os carros usados no crime foram localizados abandonados em uma estrada da Fazenda Real, a dois quilômetros do centro da Cidade.

A investigação para buscar a identificação dos membros dessa quadrilha está sendo feita pela equipe especializada da Delegada de Investigações Gerais (DIG), de Botucatu, sob o comando do delegado titular, Celso Olindo. “Acreditamos que os marginais vêm de grandes centros como São Paulo e Campinas, estudam, minuciosamente, o local a ser assaltado e agem no momento oportuno”, observa o delegado. “A maneira de agir foi semelhante a outros crimes que estamos investigando”, completou.

Esses podem ser os mesmos elementos que nos últimos meses agiram em cidades de pequeno porte da região, onde o policiamento é reduzido. Já atacaram cidades como: Torre de Pedra, Conchas, Bofete, Areiópolis, Anhembi, Santa Maria da Serra, Porangaba, Pratânia, Pardinho, Aparecida de São Manuel, entre outras.