Presos de Itatinga tentam a fuga por teto da cela

Em razão da superlotação gerada pelos agentes penitenciários, o final de semana foi bastante tenso na Cadeia Pública de Botucatu, inclusive com uma tentativa de fuga ocorrida neste domingo, onde os presos tentaram fazer um buraco na luminária do teto de uma das celas. A ação dos presos foi ouvida pela carceragem que acionou a Polícia Militar de Botucatu para neutralizar a ação. Também esteve no local o delegado assistente da Delegacia Seccional de Polícia, Lourenço Talamonte Neto.

O delegado responsável pela Cadeia de Itatinga, Paulo Fábio Buchignani (foto), ressaltou que ação foi controlada sem maiores consequências. No momento da ação havia nesta cela 19 detentos, que foi construída para abrigar seis detentos. Os presos de Itatinga aguardam transferência para um Centro de Detenção Provisória (CDP).

Buchignani revela que em Itatinga existem quatro celas, sendo duas usadas por marginais presos em flagrantes cotidianos, com 20 detentos em cada uma; outra cela para adolescente infratores (7) e uma para presos por falta de pagamento de pensão alimentícia. “A rotatividade da cadeia é muito grande, pois atende a 12 municípios da região e os presos ficam aqui por dois ou três dias, até que sejam transferidos a um CDP. Com a greve dos agentes a situação se complicou nos últimos dias e houve excesso de presos”, disse Buchignani.

{n}Transferência{/n}

Na manhã desta segunda-feira (24) 24 presos foram transferidos. “Com essa transferência a situação tende se acalmar, mas, como eu disse, a rotatividade é grande isso só será normalizado com o funcionamento do CDP que está sendo construído no Município de Itatinga que irá atender a toda região da Delegacia Seccional”, diz Buchignani.