Polícia prende acusado de homicídio com requintes de crueldade

A Polícia Civil de São Manuel, através do Serviço de Investigações Gerais (SIG), com os policiais Malta, André, Guiari, Vô, Marcos, Bola e Luis, supervisionados pelo delegado José Mário Toniato, efetuou a prisão de José Gomes dos Santos, vulgo “Dinho”, de 24 anos (foto), que na tarde do dia 05 de janeiro deste ano assassinou Gilmar Donizete Simões (28). O crime ocorreu em uma residência na Rua Cléia Rocha nº 140, região do Bairro Vila Rica.

Na ocasião dos fatos, de acordo com o Boletim de Ocorrência (BO), Simões fazia entrega de materiais de construção, quando Dinho invadiu a casa e passou agredi-lo com socos e pontapés e bateu várias vezes a sua cabeça contra a caixa de metal do relógio medidor de energia elétrica.

Não bastasse isso, o autor teria segurado a vitima pelo colarinho da camisa e feito uso de um tijolo de construção para aplicar vários golpes contra sua cabeça que, segundo versão de testemunhas, já estaria desmaiada. Apesar dos violentos golpes Simões ainda foi conduzido com vida ao Pronto Socorro (PS) da Cidade, mas não resistiu aos ferimentos e veio a falecer.

Antes da chegada da polícia Dinho empreendeu a fuga e estava sendo procurado e os reais motivos do homicídio estão sendo apurados pela equipe especializada do SIG. Uma testemunha que conhece os envolvidos revelou que Gilmar Simões estaria tendo um romance com a ex-mulher do Dinho e este não aceitava o relacionamento, o que teria ocasionado o crime passional.

Dinho foi encontrado pelos policiais do SIG refugiado numa residência na Rua Duque de Caxias, nas proximidades da Igreja Santuário, onde foi abordado pelos policiais e conduzido ? delegacia de polícia. Existia contra ele, um mandado de prisão temporária, expedido pela Justiça local. Na ficha criminal do acusado consta, também crimes por infrações aos artigos 12 (tráfico de entorpecentes), 157 (roubo) e 155 (furto).