Polícia esclarece caso de furto seguido de morte

Investigadores especializados do Setor de Investigações Gerais (SIG) da Polícia Civil de São Manuel, esclareceu ao caso de furto qualificado a estabelecimento comercial seguido de lesão corporal e morte na manhã do último dia 22 de abril (domingo) por volta das 05h20 e atendido pelos policiais militares cabo Rodrigo e soldado Barrem. O crime ocorreu na Avenida Francisco Pagliato, Distrito de Aparecida de São Manuel, no Distrito Industrial, no pátio do Auto Posto Pedra Branca, tendo como vítima Roberto de Lima Campos, de 41 anos de idade.

Quando a polícia chegou ao local Campos estava caído com graves ferimentos na região da cabeça por ter sido espancado por um grupo de pessoas que flagraram o momento em que ele estaria furtando um trailler levando latinhas de cerveja e produtos alimentícios. Ele ainda foi socorrido com vida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do hospital.

A polícia conseguiu identificar três agressores que faziam parte desse grupo e que já prestaram depoimentos, mas seus nomes permaneceram em sigilo até que a investigação seja concluída e as outras pessoas que participaram dessa agressão sejam identificadas. Também é aguardado o resultado do Instituto Médico Legal (IML) que irá revelar as causas da morte.

Essas pessoas revelaram que “só tentaram impedir que o autor/vítima escapasse, já que se mostrou bastante agressivo e simulava estar armado e queriam apenas imobilizá-lo até a chegada da polícia. Porém, ao perceberem que estava desacordado foram embora dali”. Ainda no depoimento eles alegaram estarem arrependidos das agressões, pois a intenção não era matar a vítima. “Foi uma fatalidade”.

Vale lembrar que a também foi apurado que Campos estaria acompanhado de outro cidadão identificado como Alex. Este conseguiu fugir e está sendo procurado, pois é a testemunha chave desse episódio.