Polícia elucida assalto a empresário que foi mantido refém

Entre a madrugada e manhã desta quinta-feira (12) um trabalho conjunto entre a Força Tática da Polícia Militar de Botucatu e Itatinga, Delegacia de Investigações Gerais (DIG) e Delegacia de Itatinga, culminou com o esclarecimento de um assalto seguido de tomada de refém registrado na Rua São João, região central da Cidade de Itatinga, tendo como vítimas o empresário Jean Rodrigo Dezoppa, sua esposa e seu filho.

No local, três indivíduos não identificados e encapuzados, dois deles armados (revólver e pistola) haviam invadido a casa, anunciado o roubo e levado o empresário como refém. Um quarto elemento ficou do lado de fora dando cobertura ao crime.

Após subtraírem objetos no interior da residência, os marginais amarraram os familiares e enquanto um dos assaltantes ficou no interior da casa e outro do lado de fora, os outros dois obrigaram o empresário a entrar em seu veículo GM Zafira, de cor preta, placas DZY-1683, de Botucatu, que estava na garagem e ir até sua loja a Visótica Joalheria, onde subtraíram diversos objetos como jóias, relógios, notebook’s e câmeras fotográficas.

Aproveitando-se da distração dos marginais que estavam preocupados em subtrair objetos, o empresário acionou o alarme silencioso e a seguradora informou a PM. Entretanto, os marginais tiveram tempo de retornar ? casa para apanhar os comparsas e fugir levando o empresário como refém, no Zafira.

Dezoppa ficou em poder dos marginais sendo deixado na região rural da Cidade onde foi amarrado em uma árvore. Quando conseguiu soltar-se, conseguiu chegar até a casa de uma fazenda e ligar para o telefone 190 da PM que foi buscá-lo.

{n}Crime elucidado{/n}

Menos de uma hora depois da comunicação do crime, os policiais militares da Força Tática, sargento Laudo, cabo Neto e soldados Edilton, com a guarnição com os soldados Sinvaldo, Guimarães e Bonder, localizaram um dos marginais de nome Renato Brás de Barros Camargo, de 24 anos, conhecido como Vaca-Louca ? beira de uma estrada rural de Itatinga. Inicialmente Camargo alegou que estava ali por ter sofrido um assalto, mas sua versão não convenceu os policiais.

Pela manhã foi conduzido ? Delegada de Polícia e apresentado ao delegado titular da Cidade, Celso Taira, ao investigador Eliseu Gobbo e ao titular de Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Botucatu, Celso Olindo, com os policiais civis Virgílio, Vitor e Jofre.

Questionado, acabou confessando que era um dos quatro participantes do assalto contra o empresário a citou o nome dos outros três envolvidos. Em trabalho de diligência conjunta pela Cidade foi capturado Eteovaldo Ribeiro de Freitas, o “Téo”, de 29 anos. Os outros dois assaltantes não foram localizados, mas já estão identificados. São eles: Fernando de Camargo Ferreira e Wesley dos Santos.

Com a captura de dois integrantes da quadrilha a polícia também recuperou o carro do empresário usado na fuga abandonado e quebrado em uma estrada rural. Eles saíram desse carro e entraram em um Saveiro que também acabou quebrando. Os objetos roubados do empresário foram recuperados. A polícia acredita que nas próximas horas os outros dois integrantes da quadrilha deverão ser presos.