Polícia de Bofete desmonta fábrica ilegal de palmito

Operação conjunta realizada em Bofete pelos policiais civis com o delegado Lourenço Talamonte Neto, que trabalhou ao lado do investigador Jaime e dos militares sargento Cunha e cabo Scorsi, resultou na localização de uma chácara na zona rural que funcionava como ponto de apoio para extração e embalagem de palmito, retirado ilegalmente das matas nativas do município, além de servir também para armazenar  fios de telefones furtados que são queimados para separar o cobre do plástico.

Os policiais encontraram um barracão onde o processo era feito sem nenhuma condição de higiene e indivíduos preparando e embalando o palmito. No local também havia mais de 100 caixas para acondicionar os vidros com o palmito e vários frascos de ácido cítrico, usado para preparação do produto.

A responsabilidade pelo palmito foi creditada a um cidadão chamado Evangelista E.S., de 50 anos, que não estava no local e foi identificado através de documento e anotações presentes no barracão. Outros integrantes da quadrilha estão sendo investigados para que possam responder por crime contra o meio ambiente.