PM desbarata central de arrecadação de jogo de bicho

Nesta quinta-feira (11) foi realizada uma operação pela área da 2ª Companhia do 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM) do 12º BPM-I de São Manoel, com apoio da Força Tática de Botucatu, no município de Conchas, sendo desativada uma central de arrecadação de jogo do bicho, que se caracteriza em contravenção penal, por ser ilegal. Essa central estava operando na Rua Catardi Cláudio Patina.

Em cumprimento ao mandado de busca e apreensão expedido pela juíza Márcia de Mello Alcoforado, foi vistoriado o referido local e aprendido cinco monitores de computador, uma CPU, três calculadoras, 13 malotes de lona verde, diversos calendários personalizados de jogo de bicho, dois arquivos de ferro, uma caixa de envelopes, 16 pacotes fechados de dinheiro (não revelada a quantia), diversos jogos em arquivo, R$ 500,00 em cheque e R$ 59,25 em moedas.

Para arrecadação do dinheiro do jogo ilegal, os bicheiros utilizam malote com sistema de trava e lacre e controle de tempo de transporte através de relógio. Esse sistema impede que o malote seja aberto durante o trajeto, ou seja, o bicheiro tem a certeza que o valor colocado no malote não vai ser desviado.

Além da central do jogo de bicho os policiais militares cumprindo vários mandados de buscas judiciais encontraram duas máquinas caça-níqueis em bares da cidade. Seis pessoas acabaram detidas durante toda a operação e encaminhadas ao Distrito Policial (DP), onde foi lavrado o Boletim de Ocorrência (BO), de jogos de azar. Nenhum dos envolvidos foi preso.

“As operações contra jogo de azar na região terão prosseguimento”, garante o tenente Cagliari, que esteve no comando da operação, lembrando que as denúncias podem ser feitas através do telefone 190, 24 horas por dia. “Não há a necessidade de se identificar e a o cidadão estará contribuindo para melhorar a segurança pública”, frisa o oficial da PM.