Pescador é assassinado ? s margens do Rio Tietê

Segundo o que apurou a polícia investigativa foram Oberlanio Fernandes Freire, de 34 anos e seu sobrinho Adailson Ribeiro de Brito, de 25 anos, que assassinaram a facadas e pauladas, o pescador Geraldo Passos Dionízio, de 54 anos, em Anhembi.

O corpo foi encontrado por populares ? margem direita do Rio Tietê, nos fundos da Fazenda São Francisco, em frente ao Colégio Agrícola Esalq, e no local estiveram os policiais militares cabo Gabriel e soldado André e o investigador Pecorari da Polícia Civil.

Após o crime a dupla assassina fugiu do local em um barco pelo Rio Tietê. Os dois chegaram até a uma Colônia de Pescadores, sujos de sangue e relataram que haviam assassinado Geraldo Dionízio e teriam exibido a faca usada no crime. Eles pegaram alguns pertences e retornaram ao barco fugindo rio abaixo e estão sendo procurados.

O delegado Geraldo Franco Pires, que é o responsável por aquele Município e também adjunto da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Botucatu, revelou que a motivação do crime foi uma rixa que havia entre as pessoas envolvidas e a polícia fechou o cerco para que os autores do homicídio sejam capturados.

“Nossa dificuldade é que nessas colônias de pescadores existe uma rotatividade grande de pessoas que não tem raízes na região e, geralmente, são solteiros e oriundos do Nordeste, mas acreditamos que ainda estão na região e poderão ser capturados”, previu Franco Pires.