Mulher afirma ter sido dopada para ser estuprada

Os policiais do Serviço de Investigações Gerais (SIG) e Delegacia de Defesa da Mulher (DDM),  de São Manuel, estão trabalhando para elucidar a um caso registrado como estupro praticado contra uma mulher de 25 anos que, por motivos óbvios terá o nome preservado.

Denúncia desse crime foi feita aos policiais militares cabo Gislene e soldado Rogério que se deslocaram ao Pronto Socorro (PS) Municipal, onde a vítima declarou ter sido vitima de estupro após ter sido dopada por um individuo de nome Alex. Ele lhe teria dado quatro comprimidos de Diazepan e está sendo procurado para dar sua versão do caso.

Ainda segundo versão da mulher, após tê-la dopada e estuprada o acusado a teria deixada desacordada em via pública e ela foi conduzida, horas depois, até sua residência por um amigo. Na sequência levada ao PS da Cidade e,  posteriormente, encaminhada ao Hospital das Clínicas (HC) de Botucatu.