MP suspeita de desvio de verbas na Saúde em São Manuel

Fotos: Rádio Integração / Valéria Cuter

Paolo Bruno (diretor jurídico da prefeitura e do Hospital), José Fernando Ardemani (presidente do Hospital e diretor de Administração e Finanças da Prefeitura) e Carlos MarcílioJúnior Balestrero (diretor municipal de Saúde), Manoel Seabra Suarez (diretor da empresa Paulistana), Marcela Badaró Dias (diretora da empresa Paulistana).

Essas pessoas foram presas em São Manuel na manhã desta quinta-feira (28) numa ação do Ministério Público (MP), através do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), denominada de “Operação Paraíso” para cumprir mandados de prisões e de busca e apreensão na Prefeitura Municipal da Cidade, contando com apoio da Polícia Civil e Militar de São Manuel e da Polícia Federal de Bauru.

A empresa Paulistana, alvo principal da investigação é uma instituição responsável pelo gerenciamento do Programa Saúde da Família do Hospital Casa Pia São Vicente de Paula, que recebe uma verba municipal de, aproximadamente, R$ 800 mil mensais do Poder Executivo.

Essa operação visa desarticular suposta organização criminosa voltada ? realização de desvio de dinheiro público destinado a manutenção de serviços de Saúde. A ação também fez a apreensão de sete veículos (cinco carros e duas motos), diversos documentos e computadores.

As equipes entraram na Prefeitura e permaneceram no seu interior por cerca de 90 minutos e vasculharam as salas onde as pessoas que foram presas atuavam. Também foi feito uma vistoria no Hospital com o mesmo propósito.

O delegado do Setor de Investigações Gerais (SIG), José Mário Toniati revelou que recebeu o comunicado de que haveria a operação na Cidade por volta das 6 horas, mas ele desconhece os detalhes da operação. “Só estamos dando apoio, pois a operação é do Gaeco e da Polícia Federal”, disse.

{n}O Gaeco encaminhou uma nota ? imprensa revelando o teor da operação:{/n}

“O Ministério Público do Estado de São Paulo, pelos Promotores de Justiça do Gaeco, Núcleo Bauru, e da Promotoria de São Manuel, deflagraram a denominada “Operação Paraíso”, cumprindo diversos mandados de prisão e de busca e apreensão visando desarticular suposta organização criminosa voltada ? realização de desvio de dinheiro público destinado ? manutenção de serviços de saúde em diversos municípios do Estado de São Paulo. A operação se desenvolve com apoio da Polícia Federal de Bauru, Polícia Militar e do Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil da Capital”.