Locomotiva da ALL descarrila em São Manuel

Fotos: Rádio FM Integração

Na noite desta quarta-feira (16) no km 194 da linha férrea no município de São Manuel uma locomotiva da América Latina Logística (ALL) que trafegava sentido Botucatu descarrilou em razão de uma erosão gerada embaixo dos trilhos ocasionada pelas fortes chuvas que desabaram nas últimas horas na região. A terra de sustentação dos trilhos veio a ceder com o peso da máquina, que é usada para serviços de manutenção na malha ferroviária e que veio a tombar.

Já o maquinista identificado apenas pelo primeiro nome (Joílson) foi levado para Pronto Socorro (PS) de São Manuel medicado e liberado com ferimentos leves. América Latina Logística informou em nota que “as fortes chuvas que atingiram a ferrovia na noite de quarta-feira (16) provocaram o descarrilamento da máquina de manutenção de via, por volta das 22 horas, na área rural de São Manuel. O condutor não se feriu”. A via foi liberada no final da tarde desta quinta-feira (17).

O ferroviário aposentado e sindicalista, Hélio Maschetti, que vem acompanhando os acidentes ocorridos nesses últimos 24 meses voltou a afirmar que a situação da malha ferroviária é uma tragédia anunciada. “Venho alertando há muito tempo: vai morrer gente se não for tomada uma atitude contra a empresa ALL, pois a manutenção é precária. É só caminhar pelos trilhos e ver que muitos dormentes de madeira estão apodrecidos, necessitando de troca pelos de concreto”, adverte Maschetti. “Estão esperando acontecer uma tragédia com vítimas fatais para fazer uma manutenção decente”, acrescentou.

{n}Defesa Civil{/n}

Vale lembrar que a Prefeitura de Botucatu, por meio da Defesa Civil encaminhou no ano passado ? ALL um ofício no qual solicita providências da mesma em relação aos procedimentos de segurança nos trilhos e máquinas que perpassam o Município. Nos últimos meses vários descarrilamentos de trens aconteceram na região.

Paulo Renato da Silva, coordenador da Defesa Civil de Botucatu, lembra que a ação foi feita depois que um trem descarrilou na região central de Botucatu trafegando fora dos trilhos por quase um quilômetro, depois de bater contra a plataforma da antiga estação. Abaixo desse viaduto fica a Avenida Floriano Peixoto, uma das mais movimentadas da Cidade, onde o fluxo de veículos é acentuado.

“Isso (acidentes) assusta porque estão acontecendo acidentes com relativa freqüência na região. Por isso, o Poder Público quer saber as atitudes que a ALL irá adotar para prevenir acidentes. Se nada for feito, tomaremos todas as medidas necessárias para evitar que acidentes ocorram no Município, principalmente, na área urbana”, argumenta.