Hospital Amaral Carvalho pede doação de cabelos para fazer perucas aos pacientes

 

Reprodução internet
Reprodução internet

O Hospital Amaral Carvalho (HAC) de Jaú começou uma campanha nesta segunda-feira (5) para arrecadar doações de cabelos e confeccionar perucas aos pacientes, que passaram por tratamentos de quimioterapia. Essas perucas são emprestadas aos pacientes por tempo indeterminado.

A iniciativa surgiu por conta do acessório ter um custo elevado no mercado. O preço varia entre R$ 700,00 e R$ 1.500,00.  Para doar, as mechas devem ter, no mínimo, 15 centímetros de comprimento, já que para cada peruca são necessários cerca de 250 gramas de cabelo e leva média de três horas para ser confeccionada. Todas as perucas do hospital são feitas pelas mãos do artesão Benedito de Oliveira, de Boituva.

“Quando são devolvidas pelos pacientes, reenviamos ao artesão para fazer a devida manutenção antes de emprestar a outra paciente. Este ano foram emprestadas cerca de 90 perucas”, diz Eduardo Tadeu Guedes Piragino, diretor de Ação Social do HAC.

Para quem quiser colaborar, as doações dos cabelos devem ser feitas diretamente na sede do hospital, das 7h às 16h30, ou podem ser enviadas pelos Correios.

A Entidade Anna Marcelina
Desde 1993, a Entidade Anna Marcelina de Carvalho oferece apoio aos pacientes carentes do Hospital Amaral Carvalho que moram em Jaú, com o objetivo de humanizar o tratamento e aumentar as chances de cura dos doentes.

Com mais de 200 integrantes, a unidade presta assistência integral aos pacientes cadastrados, abrangendo aspectos físicos, psicossociais, religiosos, econômicos, ambientais e nutricionais, além de organizar campanhas de arrecadação de fundos para realizar suas atividades.

amaral carvalhoO Hospital Amaral Carvalho

O centenário Hospital Amaral Carvalho (HAC) é a mais antiga fundação filantrópica privada de assistência à saúde do Brasil e também a primeira unidade hospitalar do Interior paulista especializada em câncer.

Localizado em Jaú, o HAC é referência em transplante de medula óssea no Brasil, com mais de 2.600 procedimentos realizados. Este ano, a unidade de TMO completa 20 anos de atividades.

Com 273 leitos e 40 especialidades médicas, o hospital chega a atender por ano 73 mil pacientes, para os quais realiza mais de 1 milhão de procedimentos oncológicos, incluindo radioterapia e quimioterapia.

Os pacientes vêm de todos os Estados brasileiros à procura de tratamento, sobrevida e cura do câncer. Tudo pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A humanização e a assistência social fazem parte da conduta da Fundação Amaral Carvalho, mantenedora do hospital.

Fonte: Jcnet