Homem mata ex de sua companheira em Pederneiras

Pederneiras12(1)Um pedreiro de 45 anos foi morto com um tiro no peito pelo atual companheiro de sua ex-esposa, na manhã desse domingo (12), na zona rural de Pederneiras (26 quilômetros de Bauru). Segundo a polícia, ele desrespeitou medida protetiva que o impedia de se aproximar da mulher, de 42 anos, de quem estava separado há cerca de dois anos, e tentou agredir o atual companheiro dela com uma faca.

O crime ocorreu por volta das 10h. De acordo com o delegado adjunto de Pederneiras Richard Serrano, o também pedreiro Geraldo Barbosa de Almeida, de 33 anos, contou que o seu irmão Carlos Aparecido Barbosa o chamou para sair na noite de sábado e passou a madrugada ingerindo bebida alcoólica em diversos bares de Bauru.

“Ele disse que o irmão estava alterado e só falava da ex-esposa. Todas as mulheres que via na rua enxergava a ex-mulher”, diz. Pela manhã, segundo o delegado, Carlos passou a procurá-la em vários endereços até descobrir que ela estava em uma fazenda onde mora a mãe dela, no Horto Aimorés, em Pederneiras.

O autor do crime, o ajudante Luiz Alberto Nunes, de 32 anos, alega que a vítima chegou de carro na companhia do irmão e, armado com uma faca, tentou lhe atingir. Para se defender, ele afirma que efetuou um único disparo, que acertou Carlos no peito. Na sequência, atirou três vezes na direção de Geraldo, que correu e não foi atingido.

O irmão da vítima, por sua vez, nega que ela estava com a faca. No depoimento prestado na delegacia, Geraldo afirma que, ao chegar à porta da fazenda, Carlos foi recebido por Luiz com revólver apontado para ele e falou: “Vim aqui para conversar e você vai me matar?”. Ao abrir os braços, ainda segundo a versão de Geraldo, ele foi baleado.

Carlos não resistiu e morreu no local. O autor dos disparos fugiu e se escondeu em uma área de mata. Mas convencido por familiares, apresentou-se à Polícia Civil e entregou a arma utilizada no crime, um revólver calibre 38 com quatro cartuchos deflagrados e dois intactos. O carro usado pelas vítimas, um Ford Fiesta, foi apreendido.

Luiz foi autuado em flagrante pelo delegado adjunto pelos crimes de homicídio qualificado (por motivo fútil e meio que impossibilitou a defesa da vítima) e tentativa de homicídio qualificado (por motivo fútil). Ele foi encaminhado à Cadeia Pública de Avaí, onde permanece à disposição da Justiça.

Crime passional

De acordo com o delegado Richard Serrano, Carlos e a ex-mulher foram casados por 28 anos e têm quatro filhos. Há dois anos, o relacionamento chegou ao fim, mas o homem não se conformava com a separação. Após ficar internado em uma clínica de reabilitação por três meses, ele descobriu que a ex-mulher havia iniciado novo relacionamento e não aceitava a situação.

(Fonte: JCNET)