Homem de 42 anos é acusado de estuprar crianças em Itatinga

Um cidadão de 42 anos de idade chamado Manoel Barreto dos Santos, foi preso neste sábado na Rua Rizieli Parente, na Vila União, na Cidade de Itatinga, acusado de ter cometido crime de pedofilia (estupro de vulnerável). O inquérito policial está correndo pela Delegacia Distrital daquela Cidade e a acusação foi feita por três crianças com idade de 13, 09 e 08 anos de idade, respectivamente, que teriam dormido na casa desse indivíduo, sendo molestadas sexualmente.

De acordo com o que está contido no Boletim de Ocorrência (BO), os policiais militares Nazareth e Rigo, foram acionados pela mãe dos meninos. Segundo ela, os três filhos haviam desaparecido desde o dia anterior (sexta-feira) e estavam sendo procuradas. Pela manhã ela localizou os meninos que estavam gastando dinheiro em uma “Lan House” (local onde as pessoas podem pagar para utilizar um computador com acesso ? Internet e a uma rede local, com o principal fim de acesso ? informação rápida pela rede e entretenimento através dos jogos em rede ou online).

Ao serem questionados, os meninos alegaram que haviam dormido na casa de Manoel Santos e recebido R$ 120,00 em troca de manter relações sexuais com ele. “Deslocamos-nos até a casa do acusado e quando o questionamos sobre a denúncia, confessou que havia feito sexo oral com o menino de 12 anos. Na delegacia, ao saber que os outros dois meninos haviam revelado que também haviam praticado sexo, acabou por confirmar a versão das crianças”, colocou o policial Nazareth.

No Plantão Policial o delegado Celso Olindo, que responde pela Distrital, ouviu a versão das duas partes envolvidas, indiciou o acusado em crime de estupro de vulnerável e determinou o seu recolhimento ? Cadeia Pública de Conchas onde estão presos da região que são apontados como autores de crimes contra os costumes. Este tipo de preso não pode ser colocado em cadeia comum, para preservar sua integridade física, já que os próprios detentos não aceitam esse tipo de crime.

“Não há dúvida de que ele cometeu o abuso sexual com as crianças. Não houve penetração, mas ele passava as mãos nas genitálias dos meninos e praticava sexo oral com eles. Ele também masturbava os meninos e induzia as crianças a masturbá-lo”, conta Celso Olindo, lembrando que isso teria acontecido outras vezes. “Segundo as crianças, elas estiveram na casa desse indivíduo por cerca de dez vezes”, coloca.

O delegado faz outra grave revelação sobre Manoel Santos. “Além dessas três crianças que o denunciaram outras duas, nessa mesma faixa etária de idade, também costumavam frequentar a casa. Com isso são cinco crianças que estavam sendo molestadas por esse cidadão. Todas irão passar pelo exame de corpo de delito e submetidas a uma avaliação psicológica”, concluiu Celso Olindo.