Empresa de papel e celulose abre escritório em São Manuel

Foto: Divulgação

 

A Suzano Papel e Celulose, empresa de base florestal e uma das maiores produtoras de papel e celulose de eucalipto da América Latina, acaba de chegar ao município de São Manuel, onde instalou um escritório administrativo em 1º de julho. Dando prosseguimento ao processo de primarização de postos de trabalho, a Suzano, além de contratar mão de obra do município, transferiu 48 funcionários para o novo escritório, antes localizado em Lençóis Paulista.

Os novos são-manuelenses, já estão contribuindo com a economia do município, ajudando a fomentar o comércio da cidade, sejam nos supermercados, açougues, quitandas, salões de cabeleireiros, bancas de jornal, magazines etc.  Localizado no bairro Jardim Pinheiro, o escritório de São Manuel conta com colaboradores tanto na área administrativa quanto na colheita mecanizada de eucalipto, esses com atuação em toda a região.

Segundo Reinaldo Rocha de Camargo, Gerente de Operações Florestais e Processo de Colheita da Suzano Papel e Celulose em São Paulo, a localização do município de São Manuel foi o principal fator levado em conta para escolha da região onde seria instalado o novo escritório.

“Com o projeto de primarização da colheita florestal, parte dos núcleos florestais foi unificada, levando à necessidade de termos um escritório mais centralizado, e o município de São Manuel atende a necessidade de localização na região onde estamos presentes”, afirma.

A Suzano Papel e Celulose (Bovespa: SUZB5, OTC: SUZBY e Latibex) é uma empresa de base florestal e uma das maiores produtoras verticalmente integradas de papel e celulose de eucalipto da América Latina. Controlada pela Suzano Holding e parte do Grupo Suzano, investe no setor de papel e celulose há 90 anos, com operações globais em aproximadamente 60 países.

Atualmente, possui seis unidades industriais: Suzano, Rio Verde, Limeira e Embu, no interior do Estado de São Paulo, Mucuri, na Bahia, e Imperatriz, no Maranhão. Sua capacidade de produção é de 4,7 milhões de toneladas de papel e celulose por ano.

 

Da Assessoria