Criança é internada em Marília após comer bombom envenenado endereçado aos pais

 

Foto: Tv Tem
Foto: Reprodução / TV TEM

A polícia abriu inquérito para apurar a tentativa de homicídio contra um casal que acabou deixando uma criança de 2 anos hospitalizada, em Marília.  Na noite de quarta-feira (3), a criança comeu um bombom que, segundo o delegado Amarildo Aparecido Leal confirmou ao G1, estava envenenado e foi enviado aos pais dela, junto com flores e um bilhete.

Segundo a polícia, o casal recebeu o presente simultaneamente. O pai estava trabalhando e mãe em casa. O homem disse à polícia que percebeu pelo bilhete que o nome da mulher estava escrito errado e correu para casa, mas ao chegar, a filha já tinha ingerido o doce.

O casal agiu rapidamente e a socorreu para o Hospital Materno Infantil. A criança passou por uma lavagem estomacal, permanece internada em observação, mas está fora de perigo. Ainda de acordo com o delegado a rapidez dos pais foi essencial para evitar algo pior. “Segundo o médico houve uma contaminação sanguínea na criança, mas algo pior foi evitado pelo pronto-atendimento”, diz o delegado.

Os bombons foram levados para perícia, assim como amostras estomacais da menina para serem feitas análises para descobrir que tipo de substância foi utilizada. A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) investiga quem teria enviado os bombons para o casal e qual a motivação. “Seria uma mulher que teria contratado os serviços, que nós já temos as características. A polícia já conseguiu identificar o mototaxista que levou esses bombons e agora está tentando localizar a mulher que contratou”, completa o delegado. O caso será investigado como duas tentativas de homicídio.

Fonte: G1*Com informações da TV TEM.