Cidadão assassina padrasto e enterra o corpo no quintal

Fotos: FM Integração

 

Um caso que movimentou a cidade de São Manuel nas últimas horas foi um caso de assassinato seguido de ocultação de cadáver, que foi esclarecido através de uma denúncia anônima feita Polícia Militar através do cabo Marques levou os policiais militares cabo Vizoni e soldado Gabriel até a Rua Lúcia Bordignon Bertozo, nº 20, na Vila São Geraldo, na madrugada desta quinta-feira (3).

Neste local um cidadão de 27 anos chamado André Aparecido Caetano Rodrigues foi preso acusado de ter assassinado seu padrasto Hilário Francisco da Silva, de 56 anos, após discussão em família. Descreve o Boletim de Ocorrência (BO) que o acusado confessou ter golpeado seu padrasto com uma faca e teria, ainda, usado uma marreta para consumar o crime. Na sequência do crime teria levado o corpo para o fundo do quintal da casa onde mora e o enterrou-o e ainda teria colocado uma pilha de tijolos sobre a cova. O criminoso já tem passagens pela polícia, inclusive por estupro.

De acordo com as informações passadas pela polícia, a mãe de André que se chama Leoninda A.C. Rodrigues, de 54 anos, não denunciou o filho para policia, mesmo sabendo que o seu marido estava sendo enterrado no fundo de sua residência. A mulher teria dito que o marido a chamou pelo seu nome e pediu ajuda quando estava no chão agonizando.

O corpo estava enterrado pelo menos há 30 dias em estado avançado decomposição, mãe e filho foram pesos pelo crime de ocultação de cadáver. O corpo de Hilário foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Botucatu para o exame de necropsia e a ocorrência foi registrada na Polícia Civil.