Assaltantes explodem caixa do Santander de Anhembi

Na madrugada deste sábado (24) mais um banco da região foi invadido por uma quadrilha que vem agindo na região e já cometeu diversos furtos este ano estourando caixas eletrônicos e levando dinheiro. A vítima, desta feita, foi o Banco Santander de Anhembi, que sofreu seu segundo assalto somente nesse segundo semestre (o primeiro aconteceu em julho).

Essa mesma quadrilha é apontada como autora de outros crimes desta natureza cometidos em Porangaba, Santa Maria da Serra, Areiópolis, Tôrre de Pedra, Bofete, entre outras. O último ataque havia sido na madrugada de terça-feira (20), quando a quadrilha fortemente armada usando bananas de dinamite explodiu dois caixas eletrônicos da agência do Banco Bradesco na Cidade Pratânia, que também já foi furtada duas vezes este ano.

A maneira de agir não difere dos outros crimes desta natureza cometido na região nos últimos meses. Um grupo de pessoas (06 a 10) invadiu a agência e depois de estourar o caixa eletrônico subtraiu o dinheiro e fugiu em dois carros. Após atacar o banco os marginais dispararam vários tiros deixando espalhadas cápsulas deflagradas de fuzil calibre 5.56 mm, arma restrita ao uso das Forças Armadas, com alto poder de destruição.

A investigação para buscar a identificação dos membros dessa quadrilha está sendo feita pela equipe especializada da Delegada de Investigações Gerais (DIG), de Botucatu, sob o comando do delegado titular, Celso Olindo. Ele entende que pela maneira como os marginais agiram, a hipótese mais provável é que sejam integrantes de uma quadrilha especializada que vem agindo em cidade de pequeno porte espalhadas pelo interior do Estado.

“Os componentes vêm de grandes centros como São Paulo, estudam, minuciosamente, o local a ser assaltado e agem no momento oportuno. A preferência por cidades de pequeno porte é em razão do reduzido número de policiais”, opina o delegado. “Numa investigação não podemos descartar nenhuma hipótese. A maneira de agir foi semelhante a outros crimes que estamos investigando”, completou.