Andarilho assassinado em vicinal não tem identificação

Os policiais militares Rodrigues e Nazareth, atenderam a um caso de homicídio qualificado cometido contra um cidadão apontado como um andarilho e que ainda não foi reconhecido. Vítima que não portava qualquer documento de identificação tem aproximadamente, 40 anos de idade, pardo, 1,65m de altura, cabelos grisalhos, trajando calção verde e camiseta vermelha.

Esse cidadão foi encontrado no primeiro quilômetro da rodovia vicinal Cezar Thiegui (foto), Município de Itatinga caído em decúbito dorsal (bruços), já sem os sinais vitais e com ferimentos no rosto e na cabeça caracterizando que havia sofrido um espancamento.

Próximo dali existe um lixão onde os policiais detectaram que havia um barraco com dois homens. Ao serem questionados revelaram que na noite do dia 09 dezembro (domingo), por volta das 21 horas, o desconhecido chegou ao local querendo morar no barraco.

Houve, então, uma discussão entre eles e acabaram entrando em vias de fatos vindo os indiciados a agredirem a vítima com socos e pontapés. Ao perceberem que o homem havia desmaiado os dois o arrastaram até a estrada e o abandonaram. São eles: Mauricio Roberto Ribeiro da Cruz e Marcelo Salcedo.

Dada voz de prisão aos indiciados que foram apresentados no Distrito Policial ao delegado Marcelino Aparecido Ferreira que ratificou a voz de prisão, autuando-os em flagrante. Ambos foram recolhidos ? Cadeia Pública de Botucatu e permanecem ? disposição da Justiça. Corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para possível identificação. Também compareceu no local a Polícia Técnica Científica.