Ambiental flagra tráfico de aves e maus tratos em São Manuel

Nesta quinta-feira (27), o 2º Pelotão de Policia Militar Ambiental de Botucatu, em atendimento a denúncia sobre tráfico de animais silvestres, pela Rua Frederico Ozanan nº 74, Vila Kennedy, município de São Manuel, deslocou-se até o local, onde surpreendeu um rapaz de 24 anos de idade (iniciais J.R.T.) efetuando a venda de um filhote de papagaio, havendo recebido a quantia de R$ 250,00, em dinheiro.

Prosseguindo as averiguações os policiais adentraram a residência e constataram a existência de 129 (cento e vinte e nove) pássaros silvestres em cativeiro, de diferentes espécies pertencentes ? fauna silvestre, além de 10 filhotes de papagaio acondicionados em caixas de papelão. Um dos filhotes foi encontrado dentro de um guarda-roupa e nove na cozinha da casa, totalizando, então, 139 pássaros silvestres, sendo que entre eles existiam várias espécies ameaçadas de extinção.

“Além do comércio ilegal o autor também responderá pelo crime de maus tratos, tendo em vista um pássaro encontrado em óbito, viveiros sujos e sem alimentação adequada”, adiantou o subcomandante da Polícia Ambiental de Botucatu, sargento Marcos Rabelo, lembrando que foram lavrados três autos de infração ambiental, totalizando um valor de R$ 226.000,00 (duzentos e vinte e seis mil reais).

Diante dos fatos, a ocorrência foi apresentada ao Distrito Policial (DP) de São Manuel, onde a autoridade policial civil elaborou TC/PC e Auto de Exibição e Apreensão. As aves debilitadas foram encaminhadas ao Hospital Veterinário da Unesp para receberem o atendimento necessário.

Estiveram nessa operação deflagrada no município sãomanuelense, o comandante da Polícia Ambiental da região de Botucatu que agrega 13 municípios, tenente Henrique, acompanhado do sargento Rabelo, além dos cabos Dárcio e Christófalo e soldados Fonseca e Bergamaschi.