“Dominó humano” agita a população de Areiópolis

Milhares pessoas se reuniram para uma competição diferente em Areiópolis.  Com colchões, o grupo formou um “dominó humano”. Segundo os responsáveis pelo evento, a intenção era entrar para o "Guiness Book",  (livro dos recordes) e bater a Alemanha, atual recordista da prova, com 1.150 colchões. Os organizadores acreditam que aproximadamente 1,4 mil pessoas estavam inscritas no evento, mas por causa da chuva, muitos participantes foram embora.

A principal avenida de Areiópolis foi interditada e a cidade de pouco mais de 10 mil habitantes parou para assistir a brincadeira.O tempo firme ajudava na hora de organizar os colchões e posicionar os participantes, mas a chuva forte dispersou as pessoas. Na correria, muitos usavam a peça para se proteger, mas outros abandonaram a competição mesmo com a insistência dos organizadores para que todos não dispersassem. 

A competição foi retomada 20 minutos depois, mas a queda das “peças” não saiu perfeita como esperava os organizadores. No entanto, a principal dificuldade não foi bater o recorde alemão, e sim vencer a chuva que voltou no meio da queda das peças.

“Acreditamos que a missão que nos propomos foi cumprida, mas o mau tempo frustrou a nossa ideia de quebrar o recorde e entrar para o Guiness Book porque muita gente foi embora e levou os colchões, o que pode atrapalhar na contagem oficial”, lamentou o organizador, Marcelo Skaf, que prevê outra edição do dominó humano na cidade em janeiro.