Vereadora questiona verba adicional ? Saúde

Vereadora Rose Ielo (PT) decidiu utilizar seu espaço durante a sessão ordinária para encaminhar questionamentos ao Poder Executivo. Nos dois requerimentos em que faz os apontamentos, a legisladora encaminha dúvidas sobre como será utilizado o crédito adicional direcionado à saúde e também, questionamentos sobre o sumiço de uma caldeira a vapor.

Com relação aos apontamentos do crédito adicional, a vereadora afirma em seu requerimento que no início de outubro, foi aprovado na Câmara Municipal a abertura de um crédito adicional suplementar de mais de R$ 6,5 milhões, sendo pouco mais de R$ 5,7 milhões destinados à secretaria da Saúde. O pedido da legisladora é para que exista um detalhamento da utilização de todo o montante encaminhado para a saúde.

Com relação à caldeira, o destaque fica pelo apontamento do Tribunal de Contas do Estado, que em seu relatório anual de fiscalização das contas de 2012, apontou o desaparecimento de uma caldeira a vapor, adquirida pela Prefeitura. “Considero ser de extrema importância o esclarecimento do desaparecimento da caldeira cuja compra gerou um investimento de R$ 50 mil aos cofres do município”, justificou Rose.

Em busca de respostas e de uma explicação, a vereadora encaminhou os seguintes questionamentos ao Executivo: Prestar esclarecimentos sobre o desaparecimento da caldeira a vapor, apontado pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo; Justificar qual era a utilidade da referida caldeira para a administração pública municipal e especificar o local onde a mesma se encontrava e; Enviar cópias de inteiro teor de todo o processo administrativo que envolveu a compra da destacada caldeira a vapor.