Vereador quer discutir trânsito e transporte urbano

Requerimento de autoria do vereador André Rogério Barbosa – Curumim (PSDB), está buscando junto ao Poder Executivo, a possibilidade de elaboração de um amplo Plano Municipal de Trânsito e Transporte Urbano que, complementarmente ? s diretrizes apontadas pelo Plano Diretor Integrado do Município de Botucatu, contemple soluções que, ao menos, diminuam o considerável impacto produzido pelos vários pontos de “estrangulamento” verificados atualmente no trânsito botucatuense.

Curumim embasa seu pedido ressaltando que o município de Botucatu, com uma população de 127.370 habitantes, existe um veículo a cada dois habitantes, números que fazem com a cidade ocupe a lista dos municípios brasileiros com maior proporção de veículos por habitante.

“O número de pontos de congestionamento, verificados, sobretudo nas principais vias de circulação da área central da cidade, é grande e sem dúvida um dos principais problemas urbanísticos de nosso município, especialmente pelo fato de que há muito tempo uma boa parte do sistema viário urbano botucatuense não consegue corresponder ao crescente e constante aumento da frota de veículos”, explica Curumum. “Verificamos esse fato claramente no dia-a-dia, especialmente nos horários de pico”, emendou.

Embora reconheça que a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana venha desenvolvendo um excelente trabalho, através de inúmeras intervenções no sistema viário, realização de campanhas de conscientização junto aos motoristas e diversas adequações visando melhorias no sistema público de transporte, ainda há a necessidade de execução de um amplo projeto que aperfeiçoe e garanta padrões adequados de eficiência do sistema de transporte e trânsito para os próximos anos, sobretudo no tocante ? s áreas centrais do município que, ao menos, diminuam o considerável impacto produzido pelos vários “estrangulamentos” enfrentados atualmente no trânsito botucatuense.

“Embora o Plano Diretor Integrado do Município de Botucatu estabeleça as diretrizes para o sistema viário, mobilidade e transporte urbano, e mesmo levando-se em conta que o Poder Público Executivo tenha tomado nos últimos anos inúmeras medidas visando dar “fôlego” ao trânsito, uma série de problemas pressiona cada vez mais o sistema. Por isso há a necessidade de um Plano Municipal de Trânsito e Transporte Urbano”, concluiu o parlamentar.