Vereador petista quer punição a vendedores de cerol

O vereador Lelo Pagani (PT) está trabalhando na elaboração de um projeto de lei que visa punibilidade a comerciantes que vendem o cerol pronto. O objetivo é ajudar a polícia a fiscalizar os locais que vendem este produto na Cidade. Segundo Pagani, a propositura deverá ser apresentada na Câmara Municipal nas próximas semanas.

“Para quem não conhece, cerol é feito com cacos de garrafa ou bulbos de lâmpadas moídos (ou mesmo limalha de ferro) misturados ? cola de sapateiro e fixado na linha, tendo como resultado um fio extremamente cortante. Parece brincadeira, mas existem comerciantes que vendem esta “arma” para as crianças, adolescentes e até para adultos soltarem suas pipas e papagaios”, observou.

Ele ressalta que o que antes era uma brincadeira de mau gosto quando uma criança queria cortar a linha da pipa da outra criança agora virou caso de polícia, pois ela (linha) se transforma numa barreira invisível e perigosa.

“No final das contas quem sai prejudicado são os ciclistas e principalmente os motociclistas que tem sua garganta cortada, infelizmente alguns casos são fatais nessa história. Temos que por limites nisso”, frisa o vereador petista. “No projeto irá constar que, além da multa, esses comerciantes vão perder o alvará”, emenda.

No Brasil, a atividade envolvendo a substância, tem seu ápice nos meses de janeiro, fevereiro, junho, julho e dezembro, que correspondem aos períodos de férias escolares, onde é bem maior a realização de disputas entre as crianças e adolescentes para ver quem consegue cortar a linha da pipa do outro.