Tudo pronto para a cerimônia que irá empossar Pardini, Peres e vereadores

 

Foto Prefeitura de Botucatu: Teatro Municipal será palco da cerimônia de posse

Faltam 5 dias para que prefeitos e vereadores de todo o Brasil tomem posse para os cargos que lhe foram confiados através do voto no dia 02 de outubro. Em Botucatu, a cerimônia que irá empossar Mário Pardini, André Peres e os 11 vereadores eleitos, será realizada a partir das 9 horas do dia 01 de janeiro, no Teatro Municipal Camilo Fernandes Dinucci.

Trata-se da cerimônia mais aguardada e importante do município. Tradicionalmente o evento é intensamente disputado por centenas de pessoas. As dependências do Teatro Municipal estarão lotadas.

Segundo Silmara Ferrari de Barros, Diretora da Câmara Municipal de Botucatu e responsável pela organização da cerimônia, tudo está pronto há algum tempo após intenso trabalho. Essa é a sexta posse organizada pela profissional.

Silmara Ferrari de Barros coordena os trabalhos da cerimônia de posse

“A posse dos eleitos é uma atribuição da Câmara Municipal. Nossa equipe está há meses trabalhando para que tudo transcorra da melhor maneira possível, pois é a cerimônia mais importante no âmbito municipal”, disse ao Acontece Botucatu Silmara Ferrari de Barros.

Segundo o artigo 16 da Lei Orgânica do Município, cabe ao Parlamentar mais votado na eleição presidir a cerimônia de posse. Portanto, os ritos ficarão sob responsabilidade do vereador Izaias Colino (PSDB), que escolheu a também vereadora eleita e diplomada Jamila Cury Dorini (PSDB) para secretariar os trabalhos.

“Como a Câmara dá posse ao Prefeito e Vice, primeiro haverá o rito de posse dos vereadores e, a seguir, haverá a posse do Prefeito e do Vice. Será uma cerimônia formal”, explica Silmara.

Primeira transmissão de cargo em 20 anos

Transmissão de cargo será feita pela primeira vez desde 2001

Logo após a cerimônia de posse, Mário Pardini e André Peres irão se dirigir ao gabinete no prédio da Prefeitura, onde o atual Prefeito João Cury fará a transmissão do cargo de chefe do poder executivo. Pardini assinará o livro oficial de posse com a presença de testemunhas.

Esse ato não ocorre há 20 anos. Na oportunidade, em 01 de ajneiro de 1997, Jamil Cury entregou o cargo ao seu sucessor Pedro Losi Neto, vice que se elegeu prefeito nas eleições de 1996.

Após as eleições de 2000, Losi não fez a transmissão do cargo para o eleito Antônio Mário Ielo no dia da posse em 01 de janeiro de 2001. Como Ielo foi reeleito em 2004, o ato não aconteceu no início de 2005.

Em 2008 João Cury foi eleito no pleito municipal, mas no primeiro dia de 2009, Mário Ielo se recusou a transmitir o cargo para o tucano. Como foi reeleito em 2012, por questões obvias o ato não precisou ser realizado no início de 2013. No próximo domingo, dia 01, também haverá a cerimônia de posse dos Secretários Municipais.

Eleição na Câmara

Mais votado em outubro, Izaias Colino vai presidir a posse e depois deverá ser eleito Presidente da Câmara

Terminada a posse no Teatro Municipal, ato continuo, os vereadores irão ao plenário da Câmara Municipal. Lá haverá uma sessão especial para a eleição da mesa diretora e das comissões permanentes para o biênio 2017/2018.

Conforme noticiado na última semana pelo Acontece Botucatu, Izaias Colino deverá ser eleito presidente da Câmara Municipal para os dois primeiros anos da nova legislatura. A expectativa fica pela composição das principais comissões.

André Rogério Barbosa, o Curumim, irá participar destes atos, para depois se licenciar do cargo e assumir a Secretaria de Participação Popular. O primeiro suplente do PSDB, Zé Fernandes, assumirá o mandato apenas na primeira sessão ordinária no dia 06 de fevereiro.

Vereadores que tomarão posse em 01 de janeiro: Izaias Colino (PSDB), Abelardo (PMDB), Rose Ielo (PDT), Curumim (PSDB), Alessandra Lucchesi (PSDB), Carreira (PSB), Carlos Trigo (PDT), Jamila Cury Dorini (PSDB), Cula (PSC), Sargento Laudo (PP) e Paulo Renato (PSC).