Solidariedade visa dois vereadores de Botucatu

Recém criado em Brasília e já contando com 32 deputados federais o Partido Solidariedade (SDD) está buscando se mobilizar em Botucatu através de Tadeu Morais, responsável pela pasta da Secretaria de Estado e Relações do Trabalho (SERT), do governador Geraldo Alckmin que já manteve contato com dois vereadores: Ednei Carreira (PSB) e João Elias (PDT), presidente e secretário da Câmara Municipal. Os dois vereadores representam 18% do legislativo e confirmaram que receberam propostas de mudanças para consolidar o partido da região.

“Não nego que fui procurado pelo secretário para ingressar no SDD que tem um projeto político para a região, mas nada está certo e tudo não passou de conversações, sem qualquer compromisso firmado. Não posso prever meu futuro político, mas estou bem no PSB e uma mudança de partido só seria viável se fosse para trazer benefícios ? Cidade. Então, não existe nada consolidado”, afirmou Carreira que tem seis mandatos de vereador e foi por três vezes presidente do legislativo.

Questionado de como será o seu posicionamento nas eleições de 2014 em Botucatu, já que o prefeito João Cury não poderá se candidatar a uma nova reeleição, Carreira, que faz parte da bancada de sustentação do chefe do Executivo, é taxativo. “É prematuro falar sobre as eleições municipais que só acontecem em 2016 e muita coisa ainda irá acontecer até lá”, coloca o vereador. “As costuras políticas só começarão a serem definidas a partir do segundo semestre de 2015”, complementa.