Secretário apresenta estatística da Saúde no 1º trimestre

Na tarde desta terça-feira (22), na Câmara Municipal de Botucatu, foi realizada a audiência pública para apresentação dos números da Saúde no primeiro trimestre de 2010. As informações e os números apontados nessa audiência foram passadas pela Secretaria de Comunicação, através do jornalista Carlos Pessoa.

Os dados com as receitas, gastos, investimentos, além da produção nos primeiros três meses do ano foram demonstrados pelo secretário de Saúde e prefeito em exercício Antonio Luiz Caldas Júnior e pela enfermeira Ana Lúcia Forti Luque, coordenadora de Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde. A audiência foi acompanhada pelos vereadores Dr. Bittar, Fontão,Curumim e Tavares, por integrantes do Conselho Municipal da Saúde e profissionais da área.

No primeiro trimestre de 2010 as despesas com a Saúde somaram R$ 4.817.461,31, sendo R$ 3.112.511,35 de recursos próprios e R$ 1.704.949,96 de transferências do SUS. Os gastos com pessoal mais encargos somaram R$ 1.737.781,13 e outras despesas correntes representaram o montante de R$ 2.450.010,47. Os investimentos no período alcançaram a cifra de R$ 629.669,71, sendo o principal deles a aquisição do imóvel onde será instalado o AME (Ambulatório Médico de Especialidades).

Quanto as receitas SUS apuradas no primeiro trimestre ficaram assim divididas: PAB (Piso de Atenção Básica): R$ 577.786,50; PSF (Programa de Saúde da Família): R$ 192 mil; PACS (Programa Agentes Comunitários de Saúde): R$ 138.663,00; Vigilância em Saúde: R$ 110.137,82; Assistência Farmacêutica: R$ 96.034,57; Média e Alta Complexidade: R$ 248.233,91; Saúde Bucal: R$ 32 mil; CEO (Centro de Especialidades Odontológicas): R$ 17.600,00; CEREST (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador): R$ 90 mil; Gestão SUS: R$ 15 mil.

Em relação as subvenções foram repassados no período recursos da ordem de R$ 525 mil para manutenção do Pronto Socorro do Hospital Sorocabana. A Misericórdia Botucatuense recebeu R$ 80 mil por conta do serviço de ultrassonografia e a Famesp R$ 200 mil para aplicação no Centro de Saúde Escola.

Ao apresentar a produção no primeiro trimestre, Caldas revelou que as unidades do Programa de Saúde da Família (PSF) realizaram 10.723 consultas médicas, enquanto as Unidades Básicas de Saúde (UBS) atingiram 28.142, somando 38.865 procedimentos.

As consultas de enfermagem no período foram 6.184, divididas entre PSF (2.973) e UBS (3.211). No serviço de Odontologia foram 8.859 consultas, 3.106 prevenções e 19.182 procedimentos. Os agentes comunitários de saúde realizaram 13.479 visitas, enquanto a Vigilância Sanitária registrou 2.457 inspeções.

A Vigilância Ambiental em Saúde realizou 13.340 atendimentos divididos da seguinte maneira: visita casa a casa (661); cães e gatos vacinados (833); bloqueio de dengue (8.996); bloqueio de raiva (2.180); nebulização (47); castrações (132) e animais resgatados (491).

O total de vacinas aplicadas nos três primeiros meses do ano atingiu 12.031. Ainda foram registrados 533 atividades em grupo nas unidades de saúde e um total de 100.610 procedimentos.