Projetos sobre empréstimos voltam a ser discutidos

Foto: Valéria Cuter

Na sessão plenária da Câmara Municipal de Botucatu desta segunda-feira (20), voltam a ser discutidos e votados em sessão extraordinária os projetos de lei que solicitam autorização legislativa para contratação de uma Agência de Fomento do Estado de São Paulo, operações de crédito até o montante de 14.976.649,00 para realização de obras de infra-estrutura, reforma do Mercadão Municipal e construção de uma ciclovia a serem pagas em sete anos.

Essas proposituras foram colocadas em votação na sessão legislativa da semana passada, entretanto a vereadora Rose Ielo que faz parte do bloco de oposição ao prefeito João Cury Neto pediu vistas (adiamento) para elaborar melhores estudos. Ela irá explicar as razões que a levaram a pedir os adiamentos em relatórios a serem apresentados ? Mesa da Câmara. O argumento da legisladora petista em plenário para justificar sua decisão foi que “o empréstimo irá gerar dívidas ao município com pagamento de juros de R$ 4 milhões em sete anos e deixaria contas a pagar para o próximo prefeito.

A posição contrária da vereadora gerou inconformismo na ala de situação, principalmente no líder do prefeito na Câmara, Fernando Aparecido Carmoni (PSDB), que debateu com Rose Ielo e chegaram a trocar “farpas”, cada qual procurando defender seu ponto de vista. Como tem maioria absoluta na Câmara (oito vereadores contra três) e não poderá haver um novo pedido de vistas da vereadora, os parlamentares da situação não deverão encontrar problemas para aprovar as proposituras.

O primeiro Projeto de Lei (nº 24/2013) pede operação de crédito até o montante de R$ 8.607.540,00, destinados ? obras de pavimentação e recape em bairros do município. Já o Projeto de Lei (nº 25/2013) prevê operações de crédito até o montante de R$ 2.009.800,77 destinados ? obras de reforma e restauração do Mercado Municipal “Vereador Progresso Garcia”. Finalmente, o terceiro Projeto de Lei (nº 26/2013) pede autorização para operações de crédito até o montante de R$ 4.359.398,27 destinados ? construção de uma ciclovia de Botucatu ? Unesp, em Rubião Júnior.