Professores de Botucatu podem lecionar em Braille

Se depender de uma propositura apresentada pelo vereador Carlos Trigo (PT) e aprovada pelos demais vereadores da Câmara Municipal de Botucatu os professores da Rede Municipal de Ensino (infantil e fundamental) poderão ter capacitação e lecionar, também, em Braille.

Trigo justifica sua proposta alegando que será de grande importância como ação de inclusão social. Enfatiza que os deficientes visuais, principalmente, crianças, passam por dificuldades quando ingressam nas escolas sendo que atualmente as embalagens de remédios e alguns produtos já contam com o Braille impresso, o que já é um grande avanço.

“Se os professores conhecessem o Braille, facilitaria o ensino para pessoas com deficiência visual em salas de aula normais, possibilitaria maior integração entre alunos e professores e melhoraria a inclusão dos mesmos na sociedade”, defende o vereador do PT.

Seria, de acordo com a propositura apresentada, de vital importância que todos os professores do ensino infantil e fundamental do município fizessem cursos de capacitação em Braille, visto que tais cursos já estão sendo ministrados em outros municípios, com bons resultados práticos. “Com professores capacitados, haverá maior entendimento entre as pessoas com deficiência visual e seus companheiros de classe e seus mestres”, finaliza Trigo.