PPS critica ex-deputado do PSDB de Botucatu

“Não tem sentido em apoiar outra candidatura em Botucatu que não seja do PSDB nas eleições do ano que vem!”. Essa frase do ex-deputado e presidente do PSDB de São Paulo Milton Flávio, dada numa entrevista ? Rádio Municipalista, não caiu bem dentro do PPS, que faz parte dos partidos do bloco que dão sustentação ao governo do prefeito João Cury (PSDB). Isso porque está se articulando que o esse mesmo bloco de sustentação apóie a candidatura única de Fernando Cury, do PPS, a deputado estadual.

O virtual candidato do PPS revelou que como pessoa, como médico e como deputado Milton Flávio tem uma ficha de serviços prestados ? Cidade, mas hoje trabalha e mora em São Paulo e não saberia como está o atual momento político de Botucatu. “O Milton Flávio esteve omisso nas duas últimas eleições que ocorrerem em Botucatu e mudou seu domicílio eleitoral para São Paulo deixando o PSDB esfacelado e o João (Cury, prefeito) teve que fazer um grande trabalho para estruturá-lo. Então, não pode agora vir aqui jogar lenha na fogueira e ir embora”, criticou Fernando Cury.

Ele salienta que Botucatu e a região necessitam de representatividade na Assembleia Legislativa e colocou seu nome ? disposição, buscando um consenso entre os demais partidos da Cidade. “Botucatu está acima dos partidos e a hora é de união. Estamos dispostos a conversar com qualquer partido para buscar esse consenso. O que não pode é nossa Cidade ficar sem deputado e na dependência da boa vontade de parlamentares que se elegeram por outras Cidades para defender suas demandas”, diz Cury.