Plano de arborização é tema de requerimento

Embora Botucatu seja uma das poucas cidades em desenvolvimento que possui uma grande área de preservação ambiental, com um número considerável de árvores, o vereador Lelo Pagani (PT) entende que ainda está longe do ideal. Por isso, apresentou um requerimento solicitando a criação de um plano municipal de arborização urbana. O pedido foi aprovado pela unanimidade dos demais legisladores.

O objetivo do documento, encaminhado ao Executivo municipal, é que seja analisada a possibilidade de implantar em Botucatu, um Plano de Arborização Urbana, em parceria com a Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA) da Unesp, com plantio de árvores adequadas, que não deixem suas raízes quebrarem as calçadas, assim como que uma porcentagem dessas árvores seja frutífera e plantada em praças e terrenos públicos.

De acordo com Pagani, a implantação do plano seria uma novidade. “Até hoje não se tem notícia de um plano implantado por meio de uma parceria entre poder público, universidade e setor privado e em Botucatu, temos o privilégio de termos todas as condições pra criação de algo nesse sentido, a começar pela qualidade do ensino e da pesquisa oferecidos nesse área pela Unesp, que seria fundamental na criação do plano”, comenta.   

A implantação do plano é um desejo bastante antigo do vereador. “Já há algum tempo eu luto pela criação de um plano nesse sentido e devemos aproveitar o momento de aprovação do Código Municipal de Meio Ambiente para colocarmos em prática algo nesse sentido. Trata-se de um investimento na vida de todos os botucatuenses e que só trará benefícios, desde que bem executado”, justifica Pagani.