Parlamentar quer números em braile nos “orelhões”

Se for acatado o pedido do vereador Carlos Trigo (PT), junto a Empresa Vivo, os telefones públicos (orelhões) de Botucatu passarão a contar com numeração em braile. Diz o parlamentar que os telefones públicos ainda são bastante utilizados pelas pessoas com deficiência visual.

Considera ele que estas pessoas encontram muitas dificuldades na hora de passar o número do aparelho que está utilizando para receber o retorno da ligação quando necessário, dependendo, assim, de ajuda de terceiros.

“Por isso estou pedindo como homem público que os “orelhões” passem a contar com a informação de seu número em braile, facilitando a leitura por parte de pessoas com deficiência visual e a identificação do aparelho que está sendo usado evitando que estas pessoas dependam somente da ajuda de outras pessoas”, destacou Trigo que ainda não teve a resposta da empresa responsável.