Pagani cobra inauguração do AME de Botucatu

A inauguração do Ambulatório Médico de Especialidades (AME), obra que teve seu início confirmado para 2010 e que até o momento não foi concluída está sendo cobrada do Executivo Municipal pelo vereador Lelo Pagani (PT).

O questionamento apresentado pelo vereador é relacionado à demora na conclusão da obra, que foi anunciada pelo então governador José Serra em abril de 2009, para o ano seguinte. O local escolhido e adquirido pela Prefeitura para receber a unidade do AME foi o antigo parque fabril da Brashidro. Na aquisição do terreno e da estrutura existente no local, foram gastos mais de R$ 4 milhões. A promessa, de acordo com o documento, era de que o serviço contribuiria com o sistema de saúde do município.

A cobrança feita pelo legislador é com relação a entrega da obra, que há tantos anos foi anunciada. “Realmente o AME seria um grande parceiro na assistência em nossa cidade, atuando na resolutividade com modernos equipamentos, como eletrocardiograma, teste ergométrico, raio-x, ultrassom, mamografia, densidometria óssea e eletroneuromiografia, entre outros. O que preocupa é o prazo do anuncio da obra e o fato de ainda não ter sido entregue a população”, comentou Pagani.

Ainda de acordo com o vereador, a demora preocupa. “A aquisição do prédio que vai abrigar o AME foi feita com uma verba antecipada há mais de quatro anos. Foram cerca de R$ 4.3 milhões e desde então os botucatuenses aguardam ansiosos para poderem usufruir desse serviço que é considerado de excelência em outros municípios onde está instalado. Já cobrei essa entrega em 2012 e em 2013 e continuarei cobrando até que seja inaugurada”, concluiu o legislador.