Não sou candidato a prefeito, diz superintendente da Sabesp

“Eu te autorizo a escrever que fico muito contente em ter meu nome lembrado, mas não sou candidato a prefeito, não sou político e nem quero ser candidato a prefeito. Não sou candidato a nada e meu compromisso é cuidar da Sabesp. Meu candidato a prefeito é o Curumim (André Rogério Barbosa, vereador e presidente da Câmara Municipal), que tem todas as condições de ser um bom prefeito e suceder o atual prefeito João Cury”.

Foi o que disse na noite deste domingo  o superintendente da Unidade de Negócio Médio Tietê Sabesp de Botucatu,  Mário Eduardo Pardini Affonseca,  ao jornal Acontece, sobre uma possível candidatura sua a prefeito pelo PSDB.  Pardini  é cotado como um candidato de consenso dentro do grupo que faz  parte do atual governo de João Cury. O próprio prefeito não esconde a simpatia por uma possível candidatura do superintendente.

Questionado sobre a declaração de Pardini, o vereador Curumim, foi taxativo. “Claro que fico muito lisonjeado com isso (apoio), porque Pardini teria o meu total apoio, mas entendo que é cedo para falar em sucessão. O que posso dizer sobre isso é que a definição pelo nome do candidato será feita num consenso com todo o grupo. Sou um soldado do partido e me coloco a disposição”, frisou  o vereador tucano.

Outra candidatura a prefeito virá da oposição com o  ex-prefeito Mário Ielo que se desligou do PT  com o objetivo reestruturar o PDT  na cidade e já costura apoio para disputar o pleito do ano que vem e poderia se coligar com o PTB, de onde viria o vice e com o próprio PT.

Uma terceira via é liderada pelo advogado e ex-vereador Junot de Lara Carvalho, que já se declarou candidato, com apoio das maiores lideranças regionais do partido, Herculano Passos e Rita Passos. Como tem boa penetração política na cidade, Junot está conversando com diferentes vertentes da política botucatuense.

Uma  4ª via viria com o Lelo Pagani que está de malas prontas para  a Rede Sustentabilidade em Botucatu. Pagani é o sonho de consumo políticos dos três grupos que já definiram candidaturas majoritárias.  Também são citados como prováveis candidatos Caco Colenci (PSDB), Carlos Negrisoli (PTB), Caio Paganini (PTR), Alessandra Lucchesi de Oliveira (PSDB),  Reinaldo Mendonça Moreira – Reinaldinho (PR), Milton Bosco (PSDB), Ednei Carreira (PSB), Gustavo Bilo (PSOL), Antônio Luis Caldas Junior (PCdoB), entre outros.