Manifestação contra a corrupção reúne 2 mil pessoas na praça da Catedral

Centenas de pessoas tomaram na tarde deste domingo, 13, o largo da Catedral de Botucatu para mais uma manifestação contra a corrupção. O relógio apontava 15h45m quando o Capitão Cagliari, Comandante da 1ª Cia de Polícia, disse: “Neste momento pelo que observo daqui do alto, posso afirmar que temos aproximadamente 2 mil pessoas”.

O espaço histórico estava bem policiado, além da Polícia Militar, a Guarda Civil Municipal também fazia o patrulhamento. Mas não foi preciso, pois a manifestação foi pacífica, sem nenhum tipo de ocorrência. Casais, grupos de amigos e muitas famílias com crianças faziam parte da manifestação.

“Eu acho que este é o exercício da democracia, e o povo tem o direito constitucional de se manifestar. Acho positivo o movimento em Botucatu, pois acredito que o exemplo deve vir de cima, não só na política”, disse o advogado Rodrigo Deleo, que estava acompanhado da noiva na manifestação.

A insatisfação com atual conjuntura política do país era geral entre os participantes. “Estou aqui pois eu quero um país melhor para as futuras gerações. Ninguém mais aguenta ver passivamente tanta corrupção, tanta roubalheira. Acho que o país pode e deve fugir do comunismo implantado por este governo”, protestou a professora Juliana Pantarotti Padovani.

Alguns políticos foram vistos no meio da multidão, como os vereadores Reinaldinho (PR), Izaias Colino (PSDB), Curumim (PSDB), o prefeito João Cury (PSDB), deputado Fernando Cury (PPS), entre tantos outros que não detém mandato eletivo, mas possuem ligações partidárias. É bom lembrar que só estes foram citados pois foram vistos pela reportagem do Acontece Botucatu no meio de 2 mil pessoas.

Pertencente a uma categoria que vem sofrendo bastante com a turbulência econômica, o comerciante Ricardo Micheletti achou positiva a reunião de pessoas na Catedral. “Eu estou vendo aqui diversas pessoas importantes. Médicos, empresários, professores, diversos cidadãos que poderiam estar ocupados com outras coisas, mas vieram manifestar o desejo de mudança. Vejo muitos trabalhadores aqui, muita gente que está cansada de corrupção”, exaltou Micheletti.

Muitos cartazes com os mais diversos dizeres foram colocados pelos manifestantes, a grande parte disparava contra Lula, Dilma e o PT. “Eu acho muito interessante. A população tem que demostrar, de forma pacífica e democrática, a insatisfação com essa forma criminosa de governar. Precisamos de um basta na corrupção”, exaltou o engenheiro Rodrigo Mota.

Diversas pessoas fizeram uso do microfone para expressar algum tipo de manifestação em especial contra o governo e a corrupção. Músicas que marcaram atos e lutas do passado foram executadas, assim como hino nacional que foi cantado pelos manifestantes presentes neste domingo na Catedral. 

Fotos: André Godinho / Anderson França