Lelo Pagani articula a fundação do REDE em Botucatu

O vereador Lelo Pagani, está, definitivamente, se desligando do PT para iniciar a reestruturação do Rede Sustentabilidade em Botucatu, partido político brasileiro, liderado pela ex-senadora Marina Silva, que teve seu registro definitivo concedido nesta terça-feira (22) e está apto para concorrer às eleições do ano que vem.

Com o desligamento de Pagani,  o PT reduz sua representação política no Legislativo, ficando com Rose Ielo (que também poderá  mudar de legenda) e Carlos Trigo. Desde 2014 Pagani não escondia sua insatisfação com relação aos rumos que o PT vem tomando em todas as esferas e decidiu buscar um novo caminho em sua trajetória.

“Entendi que é o momento de me desligar do PT para buscar novos projetos e fazer uma política diferente. A meta é agrupar pessoas que também estejam engajados com propostas de mudanças e almejam uma política diferenciada na Cidade. No PT isso não seria possível, por falta de diálogo e do autoritarismo”, coloca o vereador.

Pagani destaca que só tem a agradecer o PT onde se filou e se elegeu vereador por três eleições consecutivas. “Entretanto, com o tempo percebi que meu espaço no partido estava ficando cada vez mais restrito. Saio sem nenhuma mágoa e deixo muitos amigos no PT. Minha insatisfação também se deu a nível nacional, com todas essas denúncias que vem acontecendo”, frisa o vereador.

Muitos filiados do PT acreditavam que Lelo Pagani poderia permanecer no partido após a saída do ex-prefeito Mário Ielo, que se filiou no PDT. Como isso Pagani seria o candidato a prefeito nas eleições do ano que vem. Entretanto, quando esteve afastado do PT ele estreitou suas relações com o REDE.