Legislativo busca centro para mulheres espancadas

Presidente do Legislativo botucatuense Ednei Carreira (PSB), está solicitando junto ao Poder Executivo, a possibilidade de se instalar em Botucatu um abrigo provisório e um centro de integração para atender mulheres vítimas de violência doméstica e familiar, crime que tem aumentado no Município.

“Apesar dos esforços de todos os segmentos ligados a área sendo que integrantes da Assistência Social do Município e da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) que atendem as mulheres vítimas da violência elas necessitam de um local, um abrigo provisório, onde poderiam permanecer com seus filhos com mais segurança”, sugere o presidente.

Frisa que nesse centro as mulheres seriam protegidas e receberiam apoio de uma equipe multidisciplinar até a saída do ciclo de violência. “Também haveria um centro de integração com o objetivo oferecer suporte para as mulheres que sofreram agressões, como orientações jurídicas e diversos cursos. Por isso estamos esperando o posicionamento do Executivo sobre essa questão”, colocou Carreira.