Justiça Eleitoral nega que tenha decisão tomada sobre representação contra Pardini

 

Igor Ignácio
Igor Ignácio: “Achei no mínimo estranho essas representações, pois o fato ocorreu em junho e somente às vésperas da eleição é que efetivamente protocolaram”

A Justiça Eleitoral de Botucatu negou que o Juiz da 26ª Zona Eleitoral, Dr. Josias Martins de Almeida Junior, tenha tomado qualquer decisão sobre as denúncias protocoladas contra o prefeito eleito Mário Pardini (PSDB) por suposto abuso de poder econômico. A acusação partiu da coligação ‘Renova Botucatu’ dos candidatos Reinaldinho e Lelo Pagani dias antes das eleições.

Em entrevista ao programa ‘A Marreta’ da Rádio Municipalista, na manhã deste sábado, 08, o chefe do Cartório Eleitoral, Igor Ignácio, desmentiu informações que foram veiculadas de que uma decisão sobre o caso tenha sido tomada pelo Juiz. Citou que a Justiça apenas abriu prazo para que as parte pudessem se pronunciar.

” Não tem absolutamente nenhuma decisão. Na verdade, o pessoal coloca palavras e criam situações muitas vezes para dar notícia. Mas o Juiz ainda não se posicionou sobre essas questões e eu achei no mínimo estranho essas representações, pois o fato ocorreu em junho e somente às vésperas da eleição é que efetivamente protocolaram isso no Cartório. De imediato protocolaram e foram na imprensa criando uma situação política negativa”, disse Igor Ignácio em entrevista por telefone ao radialista Vanderlei dos Santos.

Na primeira, trata-se de uma visita ao prédio da Pinacoteca, fato que ocorreu no mês de junho, ou seja, antes do período eleitoral. A segunda seria uma visita no projeto Joana de Angelis. A defesa de Mário Pardini alegou que o local não se trata de um prédio público e sim de uma entidade sem fins lucrativos.

O primeiro caso está nas mãos do Ministério Público, que irá se pronunciar nos próximos dias. Já a segunda denúncia, após argumentação da defesa, abre-se novamente prazo para a parte que acusa se manifestar.