Juiz cancela títulos em Botucatu, Itatinga e Pardinho

A 26ª Zona Eleitoral está divulgando relatório de títulos cancelados nas cidades de Botucatu, Itatinga e Pardinho. O cancelamento da inscrição do eleitor pode ocorrer por motivos diversos como, por exemplo, deixar de votar ou não justificar a ausência ? s urnas em três eleições consecutivas, não comparecer ? revisão do eleitorado, entre outros. Através de levantamento feito pela 26ª Zona Eleitoral, há 5.660 eleitores em situação irregular, sendo 4.669 de Botucatu, 705 de Itatinga e 286 de Pardinho.

O chefe do Juiz Eleitoral, José Antonio Tedeschi, informa que de acordo com o Art. 7 º do Código Eleitoral, o eleitor que não estiver quite com a Justiça Eleitoral não poderá: inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública; receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público; participar de concorrência pública ou administrativa; ou obter empréstimos nas autarquias, sociedades de economia mista, caixas econômicas federais ou estaduais, bem como em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo.

“Além disso, o eleitor que está com título cancelado ficará impedido de votar; não poderá obter passaporte ou carteira de identidade; não conseguirá renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo e ainda poderá ter problemas no CPF. Poucos sabem, mas ter o título cancelado pode acarretar vários problemas na vida do eleitor”, explica Tedeschi.

A Justiça Eleitoral comunica que o eleitor que desejar regularizar sua inscrição deverá comparecer ao Cartório Eleitoral situado ? Rua Dr. Cardoso de Almeida, n º 1026 – Centro – Botucatu, das 12 ? s 18 horas, de segunda a sexta-feira, e todas as quartas-feiras, na Câmara Municipal de Itatinga, e as quintas-feiras, na Câmara Municipal de Pardinho, das 13 ? s 17 horas, portando Título de Eleitor, CPF e um documento oficial (RG, Certidão de Nascimento, Certidão de Casamento, Carteira de Trabalho ou Carteira Nacional de Habilitação). Vale ressaltar que a ausência as eleições gera uma taxa de R$ 3,51 por turno.