Em evento no centro, Junot lança pré-candidatura a prefeito

O advogado Junot de Lara Carvalho (PSD) lançou na noite desta segunda, 29, sua pré-candidatura à prefeitura no pleito de outubro. O evento ocorreu no Espaço Carbonari, na rua Dr. Costa Leite, centro de Botucatu. O local é um dos prediletos da classe política. A festa de lançamento contou com algumas lideranças políticas da cidade.

Junot, que em 2015 saiu do PR após muitos anos, migrou para o PSD do Ministro das Cidades Gilberto Kassab por divergências com antiga sigla. No novo partido ganhou rapidamente status de liderança e se colocou na disputa eleitoral. “Eu lanço hoje minha pré-candidatura com o apoio de muitos amigos. Não estou na política para conversinha ou brincadeira, política é coisa séria. Claro que muita coisa vai acontecer, mas estou aqui marcando minha posição”, disse o pré-candidato.

Sobre composições Junot afirmou que conversas estão ocorrendo entre os nomes da chamada terceira via. “Elas estão adiantadas. Posso te garantir que estão ocorrendo de forma intensa. São nomes da terceira via que provavelmente andem juntos, mas não posso citá-los aqui por um compromisso firmado”, colocou.

Apesar de não citar nomes e esconder o jogo, os personagens da terceira via são Reinaldinho (PR) e Lelo Pagani (Rede). Ao que tudo indica, haverá mesmo uma composição nesse sentido.

 

Herculano Passos estava presente

O deputado federal Herculano Passos, um dos coordenadores do PSD no estado esteve presente. Acompanhado de assessores e políticos da região de Itu, seu berço político, o parlamentar falou com a reportagem do Acontece Botucatu. “No interior de São Paulo há uma tendência de candidatura onde temos bons nomes, aqui é um caso explicito, já que entendemos que o Dr. Junot é um excelente nome para a disputa em 2016. Temos também o objetivo de formar uma chapa forte de vereadores para encorpar o partido”, sintetizou o deputado.

 

Pré candidaturas confirmadas

Além de Junot pelo PSD, Mário Ielo (PDT), Reinaldinho (PR), Mário Pardini (PSDB) já foram lançados de forma extraoficial por seus partidos. Lelo Pagani (Rede) foi aclamado, mas não lançado, o PSOL afirma que terá candidatura, faltando definir o nome. O PT, que há décadas lança candidato, ainda não definiu posição. Pode apoiar Mário Ielo ou lançar nome próprio. O Acontece Botucatu está acompanhando todos os movimentos políticos da cidade.