Deputado Milton Monti visita a Fepaf da Fazenda Lageado

Na manhã de terça-feira, dia 25, o deputado federal Milton Monti (PR/SP) visitou a sede da Fundação de Estudos e Pesquisas Agrícolas e Florestais (Fepaf), na Fazenda Experimental Lageado, em Botucatu.

O parlamentar conheceu alguns dos inúmeros projetos voltados para o desenvolvimento das ciências agrárias e ambientais executados pela Fepaf. Dentre eles um que pretende credenciar o Brasil para a certificação de máquinas agrícolas.

Apesar de o Brasil ser um dos maiores produtores mundiais de máquinas agrícolas e uma das potências agrícolas internacionais, os tratores produzidos no país são, muitas vezes, certificados pela Argentina.

O Brasil é o único país do mundo que fabrica tratores e não é credenciado na OECD (Organização para Cooperação em Desenvolvimento Econômico), entidade internacional sediada em Paris que estabelece os protocolos para certificações de produtos e ações de várias áreas, inclusive agropecuárias. A OECD delega aos países, via ministérios competentes, a autoridade de criar centros aptos a fazer a certificação de produtos.

A visita do deputado Milton Monti é uma tentativa de sensibilizar o meio político para essa situação inusitada. “Já buscamos essa meta por caminhos técnicos e agora, com o apoio da classe política, acreditamos ser possível viabilizar isso”, afirma o professor Kleber Pereira Lanças, do Departamento de Engenharia Rural da Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA) da Unesp.

Segundo o professor, se realizadas no Brasil, as certificações das máquinas agrícolas tenderiam a diminuir os custos de produção, facilitar a exportação, melhorar a qualidade dos produtos e a relação entre fabricante e consumidor.

O projeto recebeu o apoio do deputado Milton Monti, que firmou o compromisso de buscar um contato direto com o Ministério da Agricultura para colaborar na viabilização do projeto. “Sou aliado nessa empreitada para que possamos tomar todas as providências burocráticas necessárias no Brasil e junto a organismos internacionais em busca desse credenciamento. Obter o apoio governamental é fundamental, mas tenho certeza que o ministro vai receber muito bem esse projeto e talvez até se surpreenda, como eu me surpreendi aqui, ao saber que temos a capacidade de oferecer esse benefício”.

O parlamentar também fez questão de parabenizar os responsáveis pelo projeto. “Temos que prestigiar as iniciativas de entidades que têm um nível de desenvolvimento, de tecnologia e de inovação como nós temos aqui. É assim que o país vai crescer e prosperar”.

O deputado Milton Monti foi recebido pelos professores Edivaldo Domingues Velini, presidente do Conselho Curador da Fepaf e diretor da FCA; Ulisses Rocha Antuniassi, diretor-presidente da Fepaf; Carlos Frederico Wilcken e Saulo Phillipe Sebastião Guerra, diretores da Fepaf, além do responsável pelo Setor de Eventos da Fundação, Edinho Baptistão.

{n}Articulação{/n}

Em dezembro de 2010, durante uma reunião realizada em Botucatu com a participação de professores da área de mecanização agrícola de diversas instituições do Brasil todo, foi criada a Rede de Laboratórios de Ensaios de Máquinas Agrícolas (Relema) órgão que tem o objetivo de dar um suporte ao projeto de tornar o Brasil um país membro da OECD. A Fepaf deve sediar e fazer a gestão da Rede.

O projeto também vem ao encontro de uma meta estabelecida pelo professor Julio Cezar Durigan, vice-reitor da Unesp no exercício da reitoria, de tornar a Universidade uma entidade certificadora de produtos agropecuários e formadora de profissionais aptos a trabalhar com certificação.

A primeira ação do Relema, segundo o professor Lanças, será tentar convencer o governo federal a criar linhas de crédito para que os laboratórios, possíveis certificadores, se equipem melhor e estejam preparados para atender a demanda. “O governo estará investindo em tecnologia, numa estrutura de base que vai dar muito retorno no futuro. Todos os segmentos envolvidos vão ganhar com isso”.

Fonte e fotos: Sérgio Santa Rosa
Assessoria de imprensa
Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp – câmpus de Botucatu/SP
Fundação de Estudos e Pesquisas Agrícolas e Florestais – Fepaf