Deputado e prefeito participam de reunião sobre a situação da Serra interditada

O deputado estadual Fernando Cury (PPS) esteve nesta quarta-feira, 9, reunido na Concessionária Rodovias do Tietê, em Salto, com o presidente Emerson Bittar, acompanhado do prefeito de Botucatu João Cury (PSDB), do secretário municipal de Obras André Peres, e do subprefeito da baixada serrana Nivaldo Pontes, para tratar sobre a situação da Serra de Botucatu, na Rodovia Marechal Rondon, que está interditada desde janeiro.

De acordo com a Concessionária, a previsão de termino das obras e reabertura desse trecho da Serra é a primeira quinzena de abril. “A reunião foi muito boa. No período de interdição, em função das obras, solicitamos e a Concessionária Rodovias do Tietê acatou, e será a responsável pela manutenção e conservação da Estrada Geraldo Biral BTC-465 (acesso à Indiana), que tem sido utilizada pelos motoristas como via secundaria”, explicou o deputado Fernando Cury.

A comitiva de Botucatu, liderada pelo deputado Fernando Cury e pelo prefeito João Cury, também fez outra solicitação. “A Concessionária concordou desde que tenha autorização da ARTESP, a liberação da cobrança de pedágio na praça localizada no pé da Serra, para os moradores da região, que serão cadastrados. Dessa forma, faremos uma gestão junto à ARTESP para que essa autorização seja dada”, revelou o parlamentar.

Outra informação que foi confirmada é que, assim que a Serra for liberada, estará proibida a descida de caminhões pesados. “Estamos trabalhando juntos, unindo forças, para sanar esse problema que se tornou na impossibilidade de utilização da Serra. Esse tem sido um grande transtorno social e econômico aos moradores de toda a região”, finalizou Fernando Cury.

 

Com informações da assessoria