Deputado botucatuense assume cadeira na Assembleia

Fotos: Divulgação

 

Na manhã deste domingo os 94 deputados estaduais paulistas eleitos em outubro de 2014 assumiram as cadeiras na Assembleia Legislativa de São Paulo, no Ibirapuera, na Zona Sul da capital. A 18ª legislatura, que começa agora,  terminará em março de 2019.

Entre os deputados eleitos o botucatuense Fernando Cury (PPS) que assumirá o seu primeiro mandato na Casa. Depois de 20 anos, a Cidade de Botucatu terá o seu representante para defender suas demandas. Posse foi prestigiada por amigos e parentes.

Cury obteve uma votação expressiva na Cidade, com 38.940, ou 60,72% dos votos válidos. Além disso, computou votos de mais de 200 cidades do interior paulista e obteve 46.985 votos. No total foram 85.925 mil votos sendo o candidato mais votado da história política de Botucatu.

Na eleição Cury fez parte de uma frente de apoio ao governador reeleito, Geraldo Alckmin que terá o maior número de representantes na Assembleia Legislativa de São Paulo, a partir deste domingo. A coligação formada pelo PSDB-DEM-PPS-PRB elegeu 37 deputados estaduais, enquanto a coligação PMDB-PSD-PP elegeu 11 candidatos. Já o PT ficou com 14 vagas. Complete o quadro o  PV (6), PSB (5), PR (3), PSC (3), PTB (3), PC do B (2), PEN (2), Solidariedade (2), PSOL (2), PDT (1), PHS (1), PSL (1) e PTN (1).

 

Nova Assembleia (por partido)

 

PSDB – 22
Fernando Capez – 306.268
Coronel Telhada – 254.074
Orlando Morando – 237.020
Barros Munhoz 194.938
Mauro Bragato – 175.839
Pedro Tobias – 164.261
Analice Fernandes – 151.407
Luiz Fernando Machado – 148.614
Hélio Nishimoto – 137.249
Carlos Bezerra Jr – 125.290
Roberto Engler – 122.544
Cauê Macris – 121.700
Maria Lúcia Amary – 120.308
Vaz de Lima – 113.422
Celia Leão – 101.660
Carlão Pignatari – 97.444
Roberto Massafera – 93.255
Celino – 92.352
Welson Gasparini – 80.567
Ramalho da Construção – 80.344
Marcos Zerbini – 76.895
Celso Giglio – 76.471

PT – 14
Enio Tatto – 108.135
Alencar Santana – 103.234
Luiz Fernando – 102.905
Barba – 95.156
Marcos Martins – 83.879
Luiz Turco – 78.670
José Américo – 74.726
João Paulo Rillo – 72.884
Ana do Carmo – 72.238
Marcia Lia – 70.945
Beth Sahão – 63.172
Prof Auriel – 62.009
Geraldo Cruz – 60.103
Carlos Neder – 59.990

DEM – 8
Edmir Chedid – 167.909
Milton Leite Filho – 142.566
Rogério Nogueira – 132.571
André Soares – 127.373
Gil Lancaster – 107.841
Pastor Cezinha – 105.521
Aldo Demarchi – 92.775
Estevam Galvão – 79.016

PV – 6
Trípoli – 232.467
Reinaldo Alguz – 122.900
Giriboni – 105.969
Marcos Neves – 105.849
Padre Afonso – 81.837
Chico Sardelli – 75.680

PSB – 5
Caio França – 123.138
Pastor Carlos Cezar – 112.409
Bolçone – 76.909
Ed Thomas – 64.164
Adilson Rossi – 47.428

PMDB – 5
Caruso – 104.354
Itamar Borges – 99.558
Léo Oliveira – 72.154
Jooji Hato – 67.125
Cassio Navarro – 50.093
 

PRB – 4
Jorge Wilson Xerife Consumidor – 180.419
Gilmaci Santos – 103.127
Sebastião Santos – 95.325
Wellington Moura – 83.479

PSD – 4
Marta Costa – 101.544
Milton Vieira – 92.987
Rita Passos – 92.390
Coronel Camilo – 64.448

PTB – 3
Campos Machado – 192.369
Roque Barbiere – Roquinho – 72.512
Coronel Edson Ferrarini – 52.231

PR – 3
André do Prado – 164.589
Marcos Damásio – 59.368
Ricardo Madalena – 45.771

PSC – 3
Rodrigo Moraes – 153.740
Pastor Celso Nascimento – 79.447
Marcio Camargo – 69.624

PPS – 3

Roberto Morais – 133.578
Fernando Cury – 85.925
Davi Zaia – 80.951

PP – 2
Delegado Olim – 195.932
Curiati – 55.189

PEN – 2
Feliciano – 188.898
Paulo Correa Jr – 38.489

PSOL – 2
Carlos Giannazi – 164.929
Raul Marcelo – 47.923

SD – 2
Gondim – 88.703
Alexandre Pereira – 60.267

PCdoB – 2
Leci Brandão – 71.136
Atila – 62.856

PDT – 1
Rafael Silva – 121.271

PTN – 1
Igor Soares – 46.785

PSL – 1
Gileno – 34.953

PHS – 1
Clélia Gomes – 25.306