Consulta revela opinião de 236 pessoas sobre os vereadores

A discussão que está tomando conta das pessoas, mais politizadas da Cidade é com relação ao número de vereadores que seria ideal para compor a Câmara Municipal de Botucatu que hoje tem 11 vereadores, mas poderá saltar para até 19, em razão da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 58, de 23 de setembro de 2009, aprovada no Congresso Nacional (Senado e Câmara dos Deputados).

Essa PEC propõe uma recomposição em todas as Câmaras Municipais do Brasil, que aumenta em mais de sete mil o número de vagas para vereadores no País, a partir de 1º de janeiro de 2013. De acordo com a proposta o número de parlamentares será definido de acordo com o contingente populacional de cada município. Com seus aproximados 130 mil habitantes Botucatu se coloca entre as cidades que poderiam ter até 19 parlamentares.

Sobre esse tema o Jornal Acontece Botucatu realizou uma consulta popular na Feira do Verde, realizada no Espaço Cultural “Francisco Gabriel Marão” entre os dias 7 a 11 de setembro, contando com a colaboração de quatro estudantes universitários sem filiação partidária.

A escolha dos entrevistados foi feita de maneira aleatória, sem colher dados pessoais e sem metodologia científica. A única “exigência” era que a pessoa fosse eleitora. No total 236 pessoas foram consultadas com a seguinte pergunta: “Você sabe quantos vereadores tem a Câmara Municipal de Botucatu?”

{n}{red}{tam:25px}Resultado{/tam}{/red}

Não sabe ———————- 90 – (38,7%)
Não respondeu ————- 51 – (21,6%)
11 vereadores ————– 48 – (20.3%)
Mais de 11—————— 43 – (18,2%)
Menos de 11—————- 04 – (1,7%)
Total ————————- 236 – (100%){/n}

Vale lembrar que a composição da Câmara de Botucatu tem, atualmente, três vereadores do PSDB (Fontão, Curumim e Xê) e três do PT (Gamito, Carlos Trigo e Lelo Pagani). Completam o quadro do legislativo atual, o PV (Abelardo), PCdoB (Dr. Bittar), DEM (Bombeiros Tavares), PR (Reinaldinho) e PSB (professor Nenê).

O projeto do aumento no número das cadeiras deverá ser definido pela Mesa Diretora para votação em plenário. Caso o projeto não seja apresentado, automaticamente, a Câmara de Botucatu permanece com as 11 cadeiras atuais, sem necessidade de votação.