Com votações rápidas, Câmara faz homenagens ao Dia Internacional da Mulher

Uma noite festiva e com homenagens, assim foi marcado o trabalho do Poder Legislativo na noite desta segunda, 07. A já tradicional sessão em comemoração ao Dia Internacional da Mulher contou com diversas atividades. 

Fizeram uso da palavra a psicóloga e coach empresarial Fernanda Aoki e Geovana Annelli Leonardo, analista de negócios do Sebrae-SP em Botucatu. A vereadora Rose Ielo foi convidada para participar da mesa, que contou ainda com a presença da Secretária de Educação Alessandra Lucchesi de Oliveira. 

Todas as servidoras da Câmara Municipal foram homenageadas com flores. No plenário da casa diversas mulheres acompanharam os trabalhos, sendo que cada vereador saiu distribuindo rosas para as presentes.

 

Votações rápidas como passarinhos  

O clima ainda era festivo quando as votações da noite começaram. Os mais desavisados talvez nem poderiam imaginar que iriam ocorrer sessões ordinária e extraordinária. O vereador Lelo Pagani continuou sua saga com os passarinhos do Condomínio Nova Califórnia II. Os moradores pediram, e toda sessão tem pelo menos duas aves novas.

Após Tucano, João de Barro, Sabiá e Bem – te – vi, dessa vez bateram asas na Casa de Leis de Botucatu Beija Flor e Pintassilgo. Eles agora emprestam nomes para as ruas 06 e 07 do local. Ah, sim, essa foi a produção legislativa na Sessão Ordinária desta segunda.

 

Sessão extraordinária

Ato contínuo após as votações ordinárias, tiveram início as discussões extraordinárias com os seguintes projetos:

1-PL nº. 131/2015, de iniciativa da prefeitura Municipal, que disciplinava a comercialização de alimentos em vias públicas. Na última semana a Vereadora Rose Ielo pediu vista do mesmo.

Ao chegar ontem na cabine de imprensa, o vereador Fernando Carmoni (PSDB) disse: “Falei com a Rose (Ielo), até ela vai votar favorável”. E não é que votou mesmo?! Projeto aprovado por unanimidade.Nem uso da palavra a vereadora fez.

2-PL nº. 003/2016, também de iniciativa do Poder Executivo, que dispunha sobre alteração da Lei Complementar nº. 1.061/13 – PPA período de 2014 a 2017; da Lei Complementar nº. 1.163/15 – LDO exercício de 2016 e abre crédito adicional suplementar até o limite de R$ 3.960.000,00 – (três milhões novecentos e sessenta mil reais), na Secretaria Municipal da Fazenda.

Entendeu ? Resumindo, valor visa a manutenção da rede pública de energia. Foi aprovado por todos os vereadores. Quando o relógio bateu em ponto 22 horas, o presidente Curumim deu a sessão por encerrada.