Candidatos de Botucatu falam sobre suas propostas

Neste domingo, os eleitores do Brasil irão decidir quem irá comandar os destinos do País nos próximos quatro anos a partir de 2011. Cada eleitor terá que votar cinco vezes. Ou seja, em dois senadores, um deputado federal, um deputado estadual, governador do Estado e presidente da República.

Em Botucatu quatro políticos estarão disputando vagas para deputado estadual e outros quatro para federal. Para que o eleitor conheça um pouco dos candidatos,foi realizada uma entrevista com os oito candidatos que disputam o pleito.

As perguntas foram, rigorosamente, iguais para todos postulantes aos cargos públicos e a ordem dos candidatos foi decidida por sorteio.

Primeiro os que postulam suas cadeiras na Assembléia Legislativa para deputado estadual e depois os que querem o Congresso Nacional, como deputado federal. Conheça o pensamento e as propostas que cada um tem para ajudar o desenvolvimento de Botucatu e região.

{n}{red}{tam:25px} DEPUTADOS ESTADUAIS{/tam}{/n}{/red}

{bimg:11118:alt=interna3:bimg}

{n}{blue} MILTON FLÁVIO{/blue}{/n}

{n}Idade:{/n} 63 anos
{n}Profissão/Formação:{/n} Médico, urologista e professor de Medicina da UNESP/Botucatu
{n}Partido: {/n}Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB)
{n}Número: {/n}45101
{n}Cargos políticos:{/n} Quarto mandato, foi Líder do PSDB e do Governo Mário Covas, vice-líder do Governo Geraldo Alckmin e atualmente é vice-líder do Governo José Serra.

{n}O que o levou a lançar candidatura para as eleições 2010?{/n}

Dar continuidade aos projetos em andamento como o Programa de Diagnóstico e Tratamento das Hepatites virais em nosso Estado; apoiar a implantação do Polo Tecnológico de Botucatu; auxiliar o nosso prefeito João Cury na obtenção dos recursos necessários para a construção do Hospital para atendimento secundário da UNESP na área do Cantídio, implantação do AME, Centro de Reabilitação Lucy Montoro, Centro de Tratamento para dependentes de álcool e outras drogas, etc.

{n}Concorrendo diretamente dentro de Botucatu, por que o botucatuense deve votar em você? {/n}

Porque sendo deputado do PSDB, o mesmo partido do prefeito João Cury e do futuro governador Geraldo Alckmin, sou aquele que melhor pode cumprir com esta missão de ajudar o nosso prefeito a buscar os recursos complementares e necessários para que muitos equipamentos do Estado sejam aqui implantados bem como trabalhar para atrair as indústrias e empresas que tornarão nosso Pólo Tecnológico uma realidade.

{n}Quais as principais metas do seu plano político para Botucatu e região? Que áreas (educação, saúde, cultura, etc.) devem ter prioridade? {/n}

Saúde e Educação sempre foram minhas prioridades. Destinamos recursos para o Hospital das Clínicas, para a Casa de apoio aos Transplantados, para o Centro de Assistência Psico-social de Botucatu. Além disso, conseguimos para nossa cidade a Clínica de Dependentes de Drogas e Álcool. Na educação conseguimos a reforma de seis escolas estaduais, a instalação de um Centro de Línguas e a doação do prédio da Escola José Gomes Pinheiro para a instalação do Colégio Engenheiro Juarez Wanderley, mantido pelo Instituto Embraer de Educação e Pesquisa. Nosso trabalho vai continuar neste sentido: o de realizar ações que valorizem Botucatu e região.

{n}Na sua visão, quais os políticos que te servem como espelho? {/n}

Mário Covas, Franco Montoro, José Serra e Geraldo Alckmin.

{n}Caso não se eleja, quais os projetos futuros na política? {/n}

É sempre difícil se antecipar nesta complexa área. Seguramente serei chamado para contribuir com o governo do PSDB ? s áreas nas quais tenho experiência como saúde e educação.

{n}Quanto a atual administração estadual: {/n}

A) Pontos positivos: Reorganização do Estado, melhorias significativas na educação com a universalização do acesso aos ensinos fundamental e médio, ampliação substantiva das Escolas Técnicas (ETECs) e das Faculdades de Tecnologia (FATECs), construção de novos hospitais para o atendimento de patologias graves e apoio ? ampliação de nossas universidades.
B) Pontos negativos: Deixo para a oposição apontar.

{bimg:11119:alt=interna4:bimg}

{n}{blue} LUIZ AURÉLIO PAGANI{/blue}{/n}

{n}Idade: {/n}48 anos
{n}Profissão/Formação: {/n}Analista de Sistemas da Unesp
{n}Partido: {/n}Partido dos Trabalhadores (PT)
{n}Número: {/n}13.555
{n}Cargos Políticos: {/n} Vereador de Botucatu

{n}O que o levou a lançar candidatura para as eleições 2010? {/n}

Sou candidato a deputado estadual para propor soluções, de forma participativa, para os problemas locais, regionais e estaduais.

{n}Concorrendo diretamente dentro de Botucatu, por que o botucatuense deve votar você? {/n}

O povo de Botucatu possui uma história de luta, coragem e determinação. Nasci e convivi sempre com pessoas que me ensinaram a não ser passivo; colaborar com o desenvolvimento da cidade e a transformação social. A população deve votar com consciência, independente da naturalidade do representante. O importante é o caráter, a empatia e o acesso ao candidato. É uma honra ter sido reeleito com o dobro dos votos do primeiro mandato como vereador, o que me mantém em permanente estado de atenção em relação a minha responsabilidade política. Sei que essa proximidade é importante, mas quero estender minha participação a outras regiões que buscam e precisam de soluções comuns.

{n}Quais as principais metas do seu plano político para Botucatu e região? Que áreas (educação, saúde, cultura, etc.) Devem ter prioridade? {/n}

Acho que o principal problema do Estado é a gestão da educação e sua solução é a sinergia de ações como uma mudança integral nos métodos de valorização e qualificação dos profissionais envolvidos e uma proposta de formação cidadã integral, com a revisão da aprovação automática. Outra meta importantíssima é o desenvolvimento regional sustentável que fortaleça nossos setores do comércio, da indústria e dos serviços. Precisamos amarrar as pontas, educar cidadãos que sejam críticos e capacitados para os desafios do futuro, proporcionar alternativas de qualidade de vida, moradia e trabalho dignos.

{n}Na sua visão, quais os políticos que te servem como espelho? {/n}

São vários: Oswaldo Moreira Pagani, José Eduardo Cardoso, Eduardo Suplicy, dentre outros.

{n}Caso não se eleja, quais os projetos futuros na política? {/n}

Continuarei a exercer meu mandato de vereador na câmara municipal. Estou a disposição do partido e nas próximas eleições deixarei que o consenso partidário escolha quais caminhos trilharemos.

{n}Quanto a atual administração estadual: {/n}

A) Pontos positivos:
Programa “melhor caminho” – para manutenção de estradas rurais.
B) Pontos negativos:
Falta de uma política participativa, de escuta das bases para encontrar as melhores soluções; • Falta de diálogo com os servidores públicos, resultando na falta de programas de qualificação e valorização de boa parte dos servidores estaduais; • Falta de política de desenvolvimento rural para pequenos e médios produtores; • Programa de aprovação continuada, gerando alunos com analfabetismo funcional e com dificuldades para encontrar emprego. • Programa de concessão de rodovias aumentando “abusivamente” o número e o valor dos pedágios em nossas estradas, gerando um aumento no custo dos produtos que circulam no Estado.

{bimg:11117:alt=interna2:bimg}

{n}{blue} JOÃO ELIAS{/blue}{/n}

{n}Idade: {/n}53 anos
{n}Profissão/Formação: {/n}Administrador de Empresas,
palestrante e escritor
{n}Partido: {/n}Partido Democrático Trabalhista (PDT)
{n}Número: {/n} 12.800
{n}Cargos políticos: {/n} Ex-Presidente partidário (PSB)

{n} O que o levou a lançar candidatura para as eleições 2010? {/n}

Em 2000 fui candidato a vereador de São Paulo e obtive quase doze mil votos, isso aumenta a expectativa de vitória. Trabalhamos muito em Botucatu, mas teremos também colaboração de fora. Eu vivo em Botucatu. Viajo muito pelo meu trabalho de formação na Igreja Católica. Eu estou voltando ao cenário político porque precisamos de renovação. É uma ofensa ao eleitor existirem alguns candidatos que perpetuam sem fazer nada. Eu tenho muitas conquistas em São Paulo, como hospital público, postos de saúde, canalização de córregos. É um trabalho concreto. Eu participei da elaboração da lei 9840, que já cassou mais de 600 políticos, de vereador a governador.

{n}Concorrendo diretamente dentro de Botucatu, por que o botucatuense deve votar em você? {/n}

Pela experiência política, pela articulação política, pelo meu trajeto, pela competência, e pelos valores que eu defendo e vivencio como os cristãos, morais e éticos, por eles luto permanentemente. Eu não paro. Uma coisa é nossa atuação na sociedade, que tem que se manter independente da vitória, mas é claro que o cargo político aumenta o poder de articulação e assim você consegue mais para a população. É isso que me leva a ser candidato: a possibilidade de ampliar meu trabalho e oferecer mais para a população.

{n}Quais as principais metas do seu plano político para Botucatu e região? Que áreas (educação, saúde, cultura, etc.) devem ter prioridade? {/n}

Saúde é prioridade. Como deputado vou pleitear mais verba, é claro, para nossa região mais próxima. A questão da educação é a mesma coisa. Nossas escolas não falam de mercado de trabalho, temos que bater na tecla da empregabilidade, preparar os professores para isso, aumentar salários. Assim, investimos no professor, no aluno, na família, na empresa, em tudo. Temos que implantar um sistema educacional-profissional, para despertar no aluno o espírito empreendedor. É muito mais fácil trabalhar pelas necessidades locais, pois nós as vemos. É a nossa casa, a nossa família.

{n}Na sua visão, quais os políticos que te servem como espelho? {/n}

Chico Whitaker, que hoje em dia não exerce cargo político. Foi vereador em São Paulo, um dos fundadores do PT, católico praticante que preserva os valores da vida e da família.

{n}Caso não se eleja, quais os projetos futuros na política? {/n}

Continuarei atuando como sempre. E organizaremos o PDT na cidade, para que nas próximas eleições, em 2012, ele tenha uma participação efetiva. Estamos nos organizando para fazer a diferença nas eleições municipais.

{n}Quanto a atual administração estadual: {/n}

A) Pontos positivos: Uma coisa que eu gosto no PSDB é o não-radicalismo.
B) Pontos negativos: Agora eu não posso concordar com a aprovação automática, com a questão salarial dos servidores estaduais, da polícia. O preço dos pedágios são um absurdo.

{bimg:11122:alt=interna7:bimg}

{n}{blue} JOSÉ EDUARDO FUSER BITTAR{/blue}{/n}

{n}Idade: {/n}46 anos
{n}Profissão/Formação: {/n} Médico
{n}Partido: {/n}Partido Comunista do Brasil (PC do B)
{n}Número: {/n}65999
{n}Cargos políticos: {/n}Vereador e membro da sociedade
civil organizada

{n}O que o levou a lançar candidatura para as eleições 2010? {/n}

A minha prática de cidadania me faz sair do consultório e atuar junto com as pessoas da comunidade, já existe desde meus 15 anos de idade. Depois que me tornei médico comecei a fazer parte de projetos culturais e sócio-educativos. Já dentro do plano diretor participativo, comparecendo nas conferências municipais, estaduais e nacionais comecei a me especializar em planejamento urbano e mandei projetos para a Câmara junto com a sociedade civil organizada. Já cumpri 80% dos meus compromissos como vereador, partir para a esfera estadual é um caminho natural.

{n}Concorrendo diretamente dentro de Botucatu, por que o botucatuense deve votar em você? {/n}

Por minha compreensão da sociedade nas diversas esferas social, ambiental e econômica. Como deputado eu posso fazer mais para a cidade e para a região. Todas as minhas propostas trazem um diálogo regional. Tenho competência de diálogo entre forças distintas, como o setor produtivo, o ambiental e o social para chegar a consensos. Preciso de 35 mil votos, os outros de 80 mil. Então, acho que Botucatu deve fechar com quem tem mais chances.

{n}Quais as principais metas do seu plano político para Botucatu e região? Que áreas (educação, saúde, cultura, etc.) devem ter prioridade? {/n}

A lógica do desenvolvimento hoje é regional. Só que a Sec. de Planejamento do Estado não fornece subsídios para os municípios se organizarem, então eu gostaria de fortalecer as políticas de planejamento municipal para aí sim a lógica de desenvolvimento regional acontecer. Criar consórcios intermunicipais seja de transporte, de segurança, de saúde, de saneamento; hoje não se pensa no aterro sanitário de uma só cidade, temos que ordenar políticas para o saneamento ambiental de uma maneira geral. Eu não consigo pensar nas diversas áreas de modo separado. A questão da educação é fundamental. Temos que ampliar os projetos que tiram a criançada da rua e proporcionar formação múltipla, atualizar os salários dos professores e desenvolver a formação contínua deles.

{n}Na sua visão, quais os políticos que te servem como espelho? {/n}

O Cristóvão Buarque pra mim é uma pessoa na qual eu me referencio muito. A educação precisa de alguém como ele.

{n}Caso não se eleja, quais os projetos futuros na política? {/n}

Dar continuidade aos meus atuais projetos, sem dúvida. Meu exercício de cidadão continua independente da política partidária.

{n}Quanto a atual administração estadual: {/n}

Pontos positivos e negativos:
Eu não acredito muito na visão de ações políticas como pacotes, acredito na ação política como um processo. Os governos ? s vezes criam marcas através de seus projetos para dizer: isso é do PT, isso é do PSDB, isso do PC do B. Faz parte, mas prefiro ver de outra maneira.

{n}{red}{tam:25px} DEPUTADOS FEDERAIS{/tam}{/n}{/red}

{bimg:11121:alt=interna6:bimg}

{n}{blue} PEDRO MANHÃES DE OLIVEIRA{/blue}{/n}

{n}Idade: {/n}43 anos
{n}Profissão/Formação: {/n}Jornalista e empresário da comunicação
{n}Partido: {/n}Partido Verde (PV)
{n}Número: {/n}4323
{n}Cargos políticos: {/n} É a primeira vez que disputo uma eleição.

{n}O que o levou a lançar candidatura para as eleições 2010? {/n}

Quando fui convidado para ser candidato a deputado federal, o motivo principal que me levou a aceitar este desafio, foi o de fazer a minha parte para garantir que Botucatu, 40 anos depois, possa voltar a ter força política em Brasília. Somos uma das 35 maiores cidades do estado de São Paulo, um estado que elege 70 deputados federais, mas estamos há 4 décadas fora das grandes discussões do país sem ter um caminho eficiente para encaminhar as soluções necessárias.

{n}Concorrendo diretamente dentro de Botucatu, por que o botucatuense deve votar em você? {/n}

Porque eu me preparei para esse momento. Faz um ano e meio que estou construindo, ao lado de lideranças políticas sérias, que fazem parte de uma nova geração, uma grande rede de apoios em mais de 70 cidades. Não sou candidato em 2010 para testar meu nome, pensando nas eleições de 2012. Não virei candidato na véspera da eleição. Sou candidato porque tenho hoje apoios que garantem a viabilidade deste projeto político. Eu fiz a minha parte. Trabalhei muito. Percorri dezenas de cidades para garantir o apoio das principais lideranças do Partido Verde e de outros partidos para garantir uma vitória histórica no dia 3 de outubro.

{n}Quais as principais metas do seu plano político para Botucatu e região? Que áreas devem ter prioridade? {/n}

Meu compromisso com a minha cidade e com a minha região é o de discutir todas as grandes questões nacionais sob o ponto de vista que interessa para quem vive aqui. Quero trabalhar para fortalecer os setores econômicos instalados aqui, que geram empregos aqui. Quero ser um embaixador das causas que são importantes para as pessoas que vivem na minha região. Só assim vamos poder construir um futuro com mais oportunidades e mais qualidade de vida para as pessoas.

{n}Na sua visão, quais os políticos que te servem como espelho? {/n}

Acho que a senadora Marina Silva é hoje a referência política mais moderna deste país. Uma mulher forte, com grande inteligência e capacidade de compreender as angústias do século 21. Ela tem sensibilidade, coragem e determinação para liderar uma nova era, onde o desenvolvimento a qualquer preço não pode mais ser a lógica dominante. É preciso encontrar caminhos para garantir vida com qualidade para as próximas gerações.

{n}Caso não se eleja, quais os projetos futuros na política? {/n}

Sou jornalista, realizado na profissão que escolhi. Vou continuar me dedicando ? s boas causas da minha cidade e da minha região, fazendo a minha parte para tornar esse pedaço do Brasil um lugar cada vez melhor para se viver.

{n}Quanto a atual administração federal: {/n}

A) Pontos positivos:
O grande avanço ocorrido nos programas de combate ? fome e ? miséria.
B) Pontos negativos:
Não se indignar com os desvios éticos, dando um mau exemplo para o país.

{bimg:11120:alt=interna5:bimg}

{n}{blue} MILTON CASQUEL MONTI{/blue}{/n}

{n}Idade: {/n}49 anos
{n}Profissão/Formação: {/n}Economista
{n}Partido: {/n}Partido da República (PR)
{n}Número: {/n}2255
{n}Cargos políticos: {/n} Prefeito de São Manuel; Deputado Estadual; cumprindo o terceiro mandato como Deputado Federal

{n}O que o levou a lançar candidatura para as eleições 2010? {/n}

Tenho quase 30 anos de vida pública e sempre dei o melhor das minhas capacidades. Fui prefeito de São Manuel, aos 21 anos, o mais jovem do Brasil, e dediquei minha vida a isto. Na verdade, acredito que essa seja uma missão de Deus, um desígnio que Ele me deu e que procuro cumprir. Atualmente, presido a Comissão de Viação de Transporte e a Frente Parlamentar da Comunicação. Em cada ação junto ao governo, está impressa a nossa missão fundamental: trabalhar com determinação e responsabilidade para melhorar a vida das pessoas. É por isso que sou candidato ? reeleição para deputado federal.

{n}Concorrendo diretamente dentro de Botucatu, por que o botucatuense deve votar em você? {/n}

Botucatu é uma cidade que merece estar bem representada em todas as instâncias do governo. Tenho minha atuação política baseada em Botucatu, meu escritório político fica aqui e estou sempre presente na cidade. O título de Cidadão Botucatuense a mim conferido pela Câmara Municipal é motivo de orgulho. Além disso, nosso povo é esclarecido e sabe escolher seus representantes, votará em que realmente trabalha por Botucatu. Tenho uma história de serviços prestados. Por exemplo, foram mais de R$ 11 milhões em recursos trazidos para a Unesp, melhorando a qualidade do atendimento médico no Hospital das Clínicas. Inauguramos o novo pronto socorro com capacidade para atender a 2 milhões de pacientes por mês. Me orgulha ter a ficha limpa, uma biografia de agente público honesto, digno e trabalhador.

{n}Quais as principais metas do seu plano político para Botucatu e região? Que áreas devem ter prioridade? {/n}

Minha posição sempre foi a de que o município precisa ser valorizado e fortalecido para resolver seus problemas da melhor forma possível. Algumas metas de trabalho são conquistarmos uma Universidade Federal para Botucatu e trazer um ramal do gasoduto Brasil-Bolívia para a cidade, porque essa matriz energética vai impulsionar a economia e a geração de empregos para os botucatuenses. Sobre as prioridades locais, isso quem deve apontar é o governo municipal. Estou ? disposição para trabalhar em parceria com a Prefeitura e a Câmara. Temos que ter a vontade política de trabalhar juntos para melhorar a vida das pessoas de forma geral.

{n}Na sua visão, quais os políticos que te servem como espelho? {/n}

Dois nomes que me vêm ? memória de imediato são Franco Montoro e Tancredo Neves. Ambos deixaram suas marcas na história brasileira.

{n}Caso não se eleja, quais os projetos futuros na política? {/n}

Nenhum político pode dizer que não tem planos para seu futuro. Mas meu objetivo é a reeleição para continuar trabalhando por Botucatu, pela região, pelo nosso Estado e pelo nosso País.

{n}Quanto a atual administração federal: {/n}

A) Pontos positivos: Minha avaliação é que avançamos muito com o trabalho do presidente Lula e que vamos avançar mais com a continuidade deste projeto de Brasil moderno, que faz justiça social e promove o desenvolvimento humano e econômico.
B) Pontos negativos: Ainda temos problemas com educação, saúde e segurança pública, por exemplo, mas acredito que com trabalho e vontade política, serão resolvidos.

{bimg:11123:alt=interna8:bimg}

{n}{blue} PAULO BASSOLI{/blue}{/n}

{n} Idade: 50 anos {/n}
{n} Profissão/Formação: {/n} Eng. mecânico e empresário
{n} Partido: {/n} Partido Progressista (PP)
{n} Número: {/n} 1136
{n} Cargos políticos: {/n} Candidato a prefeito de Botucatu e deputado estadual suplente

{n} O que o levou a lançar candidatura para as eleições 2010? {/n}

Nós temos que ajudar a cidade a crescer. O deputado federal tem muita força e eu já trabalho com dois ministros, Altemir Gregolin da Pesca e Aquicultura e Marcio Fortes das Cidades, é o ministro que mais tem dinheiro hoje no Brasil e é do meu partido.

{n} Concorrendo diretamente dentro de Botucatu, por que o botucatuense deve votar em você? {/n}

Porque eu sou a pessoa mais preparada, sou um candidato que precisa só de 10 mil votos para entrar e eu tenho muitos projetos. Aqui em Botucatu, a ligação entre o Jd. Cristina e o Jd. Paraíso, de 24 milhões, já está protocolado na lista do PAC2, eu que estou trazendo. 8 milhões em drenagem para Botucatu, eu que consegui. Mais duas rotatórias de 500 mil reais, que já caiu na conta da prefeitura, eu que trouxe. E muitos outros. O público que precisa da Rodovia Marechal Rondon paga pedágio. O povo de São Manuel e Pratânia não vai mais pagar o pedágio, vamos asfaltar um corta pedágio de 17 quilômetros, que é a estrada vicinal. Em Conchas e Pereiras a mesma coisa. Então o candidato mais certo, que já está com tudo na mão, com ministros, com Dilma, sou eu.

{n} Quais as principais metas do seu plano político para Botucatu e região? Que áreas (educação, saúde, cultura, etc.) devem ter prioridade? {/n}

Infra-estrutura, educação e saúde são as principais. Se você quer fazer um curso de direito tem que pagar faculdade partícular. Eu vou trazer uma USP e uma Unicamp para Botucatu e vai beneficiar um monte de jovens. Na saúde o médico precisa ter melhores salários, ter mais aparelhos e mais recursos para a saúde. O meu lema é progresso. Botucatu há muito tempo não vê um deputado federal, mas vai ver agora, serei eu. Meu nome não tem falcatrua nenhuma. Na verdade, nós já estamos lutando pela cidade faz dois anos e meio. Nossa maior bandeira é da pesca, durante o período em que não se pode pescar, o pescador recebe um salário de 510 reais. Eu tenho certeza que os outros que estão aí não fizeram nem um décimo do que eu fiz.

{n} Na sua visão, quais os políticos que te servem como espelho? {/n}

O único político em quem eu espelho a minha vida inteira e ando só no que ele me fala e só no que ele me mostra: Deus.

{n} Caso não se eleja, quais os projetos futuros na política? {/n}
Isso não existe na minha cabeça, eu já sou eleito.

{n} Quanto a atual administração federal: {/n}

A) Pontos positivos: Eu acho que o projeto da pesca deve continuar e o incentivo ao deficiente também.
B) Pontos negativos: Tem bastante falhas. Uma delas é o tal do MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra), devia ser um negócio mais certo. Porque ali é um cabidão de pegar dinheiro e desaparecer e isso é uma coisa muito séria.

{bimg:11116:alt=interna1:bimg}

{n}{blue} RENATO GALENDI{/blue}{/n}

{n} Idade: {/n} 45 anos
{n} Profissão/Formação: {/n} Advogado e professor universitário
{n} Partido: {/n} Democratas (DEM)
{n} Número: {/n} 2505
{n} Cargos políticos: {/n} Coordenador do DEM na região e Assessor político do Dep. João Melão Neto

{n} O que o levou a lançar candidatura para as eleições 2010? {/n}

Já estou na política há mais de dez anos. Meu trabalho principal é levar aos municípios recursos do Governo do Estado para auxiliá-los em suas sobrevivências. Isso me deu maturidade e experiência para me candidatar.

{n}Concorrendo diretamente dentro de Botucatu, por que o botucatuense deve votar em você? {/n}

Eu penso que o botucatuense tem que escolher o que é melhor. Analisar as propostas dos candidatos da cidade e os serviços realizados por eles. Junto com o dep. João Melão Neto, trouxe 1 milhão de reais para Botucatu. Divididos entre o Hospital DIA, pavimentação asfáltica, entidades de assistência social e aquisição de uma máquina utilizada pela patrulha rural.

{n} Quais as principais metas do seu plano político para Botucatu e região? Que áreas (educação, saúde, cultura, etc.) devem ter prioridade? {/n}

Minha prioridade é fazer um trabalho voltado ? s pessoas; minha idéia é continuar trazendo recursos para os municípios, pois a queda no Fundo de Participação dos Municípios é muito grande e isso interfere na qualidade de vida dos munícipes de toda região. Tenho um projeto chamado Lei Olímpica voltado ? capacitação de professores e estudantes para o desenvolvimento de atividades diretamente ligadas ? competição. E tenho outro projeto que visa complementar a aposentadoria dos empregados do setor privado, para que o idoso deixe de ser tratado como um peso para a sociedade, hoje no setor privado a aposentadoria é uma punição, mas devia ser um prêmio para aqueles que ajudaram a construir o país.

{n} Na sua visão, quais os políticos que te servem como espelho? {/n}

Gilberto Kassab. Pra mim, com certeza, ele é uma referência em trabalho, dedicação, honestidade, e preocupação, principalmente, com o bem-estar das pessoas.

{n} Caso não se eleja, quais os projetos futuros na política? {/n}

É claro que eu e todos os candidatos temos com otimismo a idéia de ser eleito. Mas não sendo, meu trabalho continua da mesma forma; continuo coordenador do Democratas na nossa região. Trarei meu esforço ao município de Botucatu; ajudarei a cidade com a mesma vontade e dedicação.

{n} Quanto a atual administração federal: {/n}

A) Pontos positivos: Eu penso que o presidente que aí está fez a sua parte, cumpriu seu papel e deixou sua marca. A vida continua e temos grandes nomes pra assumir a presidência do país e isso faz parte do processo democrático.
B) Pontos negativos: O maior problema da população brasileira hoje é a taxa de juros, não podemos aceitar que o país chegue esse ano a 3 trilhões de reais de PIB e que isso custe mais de 40% da renda de todo cidadão. O Brasil está ficando rico, mas a custo não só da produção, mas da elevada carga tributária. Eu não posso aceitar que um país rico tenha o povo pobre; pra mim, país rico é aquele em que o povo também é rico.

{n} Fonte e fotos : {/n}

{bimg:11129:alt=mais:bimg}